-
09/12/2019 às 13h45min - Atualizada em 09/12/2019 às 13h45min

Caminhada lembra Dia Internacional Contra a Corrupção

O evento também celebra o Dia Nacional do Ministério Público

Ascom MPC - PA
belem.com.br
A caminhada, que deve reunir cerca de mil participantes, acontecerá no dia 15 de dezembro, no Parque Estadual do Utinga, em Belém (Foto: Internet)
  
Terminam nesta segunda-feira (9), as inscrições à II Caminhada do Ministério Público Contra a Corrupção, evento promovido pelo Ministério Público de Contas do Estado do Pará (MPC-PA), Ministério Público de Contas dos Municípios do Pará (MPCM-PA), Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT).
 
Com a iniciativa, os órgãos ministeriais objetivam aproximar e integrar o Ministério Público com a sociedade e, ainda, lembrar o Dia Internacional Contra a Corrupção, comemorado neste dia 9 de dezembro. O evento também celebra o Dia Nacional do Ministério Público (14 de dezembro).
 
Este ano, a caminhada promoverá, também, a inclusão social. Nesse sentindo, o objetivo é realizar um evento com a presença de pessoas com deficiência, bem como combater a exclusão da vida em sociedade.  Vale lembrar que, conforme determinação legal, 20% das inscrições serão destinadas para pessoas com deficiência.
 
A caminhada, que para este ano teve o número de vagas duplicado – podendo chegar a até mil participantes – acontecerá no dia 15 de dezembro, no Parque Estadual do Utinga, em Belém. As inscrições podem ser feitas no site www.even3.com.br/caminhada2mp.
 
De acordo com a procuradora-geral do MPC-PA, Silaine Vendramin, “o combate à corrupção é feito com a união de esforços e o envolvimento da sociedade. Ministério Público Brasileiro forte se faz com a cooperação entre todos os ramos ministeriais, cada um com sua expertise pode colaborar e contribuir para que haja menos desvio das verbas públicas, menos desperdício e mais aplicação em políticas públicas para a sociedade”.
 
Ela lembra que “não se pode deixar que as frustrações e obstáculos que inevitavelmente aparecem pelo caminho tirem a nossa esperança e energia para lutar por um país melhor”, finaliza.
 
O procurador-chefe do MPF no Pará, Alan Mansur, ressaltou a importância do combate à corrupção, que segundo ele acontece na prática do dia a dia. “A sociedade já percebe os prejuízos causados pela corrupção – na saúde, na educação, na segurança pública, naquela obra desnecessária – e a necessidade de se avançar cada vez mais para que tenhamos instrumentos adequados e eficazes de prevenção da corrupção”.
 
Mansur destaca, ainda, “que a caminhada lembra a importância de a sociedade estar unida ao Ministério Público. Com a sociedade unida ao MP será possível uma efetiva mudança”, frisou.
 
Na avaliação do procurador-geral de Justiça, Gilberto Valente Martins, o Brasil tem avançado na implementação de medidas de enfrentamento à corrupção. Ele ressalta que “a massificação da educação no enfrentamento à corrupção é extremamente importante e essa caminhada vai nessa linha de que a sociedade tem que participar, e precisa de canais de cobrança e de acompanhamento da execução das políticas públicas, para ter condições de fiscalizar os investimentos do poder público”.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

78.9%
21.1%