-
29/12/2019 às 11h00min - Atualizada em 29/12/2019 às 11h00min

Primeiro grito do carnaval 2020 celebra a diversidade

Pamella Moura e Leona Vingativa puxam o bloco que abordam temáticas como: gordofobia, lgbtfobia e sustentabilidade.

Andreza Gomes (Jornalista do www.belem.com.br) com informações da assessoria do evento
Dj Pâmela Moura uma das idealizadoras do evento (Divulgação)
 
 
   A Escola de Samba “Deixa Falar” do bairro da Cidade Velha irá promover no dia 05 de janeiro de 2020, às 13h, o seu primeiro Grito de Carnaval.
Este ano a agremiação carnavalesca celebra a diversidade dos corpos, aceitação, amor próprio, respeito pelas diversidades sexuais, de gênero, a tolerância religiosa e consciência ambiental. O Ploco, idealizado pela DJ Pamella Moura terá como tema "Encontro das Águas", para relembrar que é necessário preservar o meio ambiente e refletir sobre o cenário atual.

"Essa temática foi escolhida pensando na minha religiosidade que celebra a rainha das águas, Oxum na matriz africana, mas também para refletir que devemos preservar nossos rios e o meio ambiente, que é importante lembrar disso também no carnaval”, comenta a DJ.

Ela acrescenta ainda que “o encontro das águas significa também o encontro de corpos, de corpos não padrões que quando se unem são mais fortes, seja uma mulher gorda, membros da comunidade LGBTQIA+, quem quiser brincar carnaval de forma respeitosa e segura", afirma a idealizadora do evento.
 
O Ploco começou nas ruas do Umarizal em 2019, neste segundo ano o objetivo é concentrar o público na Cidade Velha, que é conhecida pelo tradicional carnaval de rua, mas levar as pessoas para dentro da quadra da Escola de samba "Deixa Falar" para a comunidade poder participar, e também para garantir a segurança dos brincantes.

A programação segue até as 21h conta com a atração principal da Leona Vingativa e os sets dos convidados Dj Fadel, Dj Rayssa Leão e Dj Renan do Carmo que junto com a Dj Pamella tocarão os clássicos do carnaval, axé e também pop, funk e outros gêneros.

Questionada sobre como é puxar um carnaval sendo mulher, onde não é tão comum na cidade, Pamella diz realizar um sonho. "Carnaval é mais que dias de folia, é meu estado de Espírito. Ainda é difícil ver uma mulher puxando um bloco na nossa cidade, tem muita burocracia e preconceito, mas foi isso que me motivou a ir em frente, levantar as bandeiras que eu acredito e respeito", comemora.

Por se tratar de um ambiente que propõe ser inclusivo, diverso, sem preconceitos de gênero, sexo, etnia, classe que a organização propõe uma estrutura segura e acolhedora, com seguranças orientados para proteger e também respeitar essa diversidade.

Os ingressos estão à venda no site e custam apenas cinco reais (preço sujeito a virada de lote). Para participar basta responder aos requisitos:

Gostar de carnaval

Não ser preconceituoso

Não ser LGBTfobio

Não ser intolerante religioso

Saber que Não é Não

Se você se encaixar nos requisitos, está pronto para pular, beijar na boca e até encontrar o seu amor de carnaval.
 
Serviço: Ploco - Encontro das Águas

Data: 05 de janeiro de 2019

Local: Escola de Samba "Deixa Falar", Rua Cesário Alvim, 391.

Hora: 13h às 21h

Ingressos: https://www.sympla.com.br/ploco__744920

Mais informações: @vemproploco

Assessoria de comunicação: Emanuele Corrêa (91) 98234-8458

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

68.2%
4.5%
0%
9.1%
18.2%