-
29/12/2019 às 15h00min - Atualizada em 29/12/2019 às 15h00min

Conquistas inéditas na Superliga e presença certa em Tóquio 2020

Brasil se classificou ao vencer os Pré-Olímpicos de volley masculino e feminino

Agência Brasil EBC
com edição do belem.com.br
Seleção masculina de Volley garantiu o passaporte para os jogos olímpicos de Tóquio em 2020 (Foto: Divulgação FIVB)

 
 
  A principal conquista do ano para o vôlei brasileiro foi assegurar a presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, no Japão.

 A classificação foi garantida em torneios Pré-Olímpicos feminino e masculino. As brasileiras foram as primeiras a conquistarem a vaga no início de agosto: elas derrotaram na final a seleção da República Dominicana, com vitoria no tie-break, por 3 sets a 2, em partida realizada em Uberlândia (MG).  
Poucos dias depois, foi a vez de a seleção masculina, atual campeã (Rio 2016), carimbar o passaporte rumo a Tóquio.

O Pré-Olímpico foi em Varna (Bulgária) e a classificação heroica na grande final, diante da equipe da casa, que contava com a torcida a seu favor.

O time brasileiro, comandado pelo técnico Renan Dal Zotto, começou perdendo por 2 sets a 0, mas se superou em quadra e conseguiu virar o placar contra a Bulgária: emplacou 3 sets a 2, sacramentando a classificação para a olimpíada no Japão.

Outra virada histórica da seleção masculina aconteceu em setembro, na final entre Brasil e Argentina, valendo o título do Campeonato Sul-Americano, disputado em Santiago (Chile).

 A equipe hermana abriu 2 sets a 0 em cima dos brasileiros mas, a partir da terceira parcial, a história do jogo mudou, com alterações na escalação feitas por Dal Zotto.

O Brasil conseguiu igualar o placar e no set final salvou quatro match points, selando a vitória por 3 sets a 2. Com o triunfo, o Brasil manteve a supremacia no sul-americano: foi a 32ª conquista brasileira em 33 edições. O único ano sem títulos foi em 1964, em Buenos Aires, quando o país não participou do torneio.

E pra fechar o ano com chave de ouro, a equipe masculina conquistou de forma invicta, e com uma rodada de antecedência, seu terceiro título na Copa do Mundo de Vôlei.

Na penúltima partida da competição, disputada em outubro, em Hiroshima (Japão), a seleção brasileira derrotou a equipe dona da casa por 3 sets a 1, alcançando 100% de aproveitamento. Um título até então inédito para Renan Dal Zotto, que assumiu o comando do time após a Rio 2016.

Time Feminino- Na Copa do Mundo Feminina, em Sapporo (Japão), o Brasil encerrou sua participação em quarto lugar. Mas fez bonito no Campeonato Sul-Americano, realizado na cidade de Cajamarca (Peru).

 A seleção, comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, faturou o 13º título consecutivo ao derrotar a Colômbia por 3 sets a 0.  Foi a 21ª vez que o Brasil se sagrou campeão na história do torneio. 

A seleção brasileira feminina de vôlei é campeã sul-americana pela 21ª vez sendo a 13ª consecutiva.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

66.7%
4.8%
0%
9.5%
19.0%