-
02/01/2020 às 21h17min - Atualizada em 02/01/2020 às 21h17min

Os desafios de Belém na área do saneamento para 2020

Prefeitura diz que o setor teve muitos avanços em 2019

Rosa Borges (Jornalista do www.belem.com.br)
Obras de pavimentação na cidade. Foto: Alessandra Serrão - Agência Belém
 
 
   Prestes a completar seus 404 anos, a cidade de Belém do Pará, a segunda mais populosa da região Norte, com quase 1,5 milhões de habitantes, se apresenta com problemas estruturais como qualquer outra metrópole. Como a questão do saneamento básico, especialmente nas áreas da periferia, que tomam proporções gigantescas, por conta da ocupação desordenada.
 
France Pinheiro, que é liderança comunitária do bairro do Tapanã, e mora às proximidades do Igarapé Mata Fome, diz que uma das ações necessárias por parte da prefeitura em seu bairro é a urgente drenagem dos canais. “Eles estão cheios de terra e quando chove, a gente precisa levantar as calças compridas para poder passar, pois fica tudo alagado. Além disso, tem muita casa erguida em cima do igarapé, tanto de alvenaria, quanto de madeira, ocupando espaço indevido”, relata.
 
A líder comunitária dá nota três para a Sesan, responsável pela promoção do saneamento básico da cidade, e enumera o que ainda tem que ser feito em seu bairro. “Precisa fazer a terraplenagem e limpeza das valas e o asfalto, como foi contemplada a rua Felicidade. Precisa da limpeza dos esgotos e as caixas de contenção de água, que não existem nem na entrada do Mata Fome e nem na entrada da Arthur Bernardes”, diz France Pinheiro.
 
Ações - A Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) que tem como titular Claudio Augusto das Merces, em seu relatório de 2019, divulgou que ao longo do ano houve avanços significativos na construção e recuperação de pontes em diversos bairros da cidade e distrito de Mosqueiro.
 
Na lista está a ponte da Variante, no Mosqueiro, com as obras em fase de finalização, além das já concluídas como a ponte da passagem Astronauta, no Parque Verde; Porto da Palha, na Condor; Rua F e Rua Paulo Guilherme, ambas na Pratinha; Passagem ligação e D. Manoel, na Terra Firme entre outras.

 
Um extenso programa de asfaltamento de vias também foi executado ao longo de 2019, segundo a divulgação da Sesan. “Entre as vias atendidas, a avenida Augusto Montenegro, no trecho que vai da rodovia do Tapanã à estrada da Maracacuera, foi totalmente recuperada, o que facilitou o acesso ao distrito de Icoaraci”, descreve o informativo.

A Prefeitura esclarece que mantém um cronograma de ações de limpeza e manutenção nas áreas de influência da Bacia do Una, para atender as demandas referentes aos serviços de limpeza manual e manutenção dos sistemas de drenagem e que ao longo dos canais é mantida a coleta regular de entulho e a coleta domiciliar, visando atenuar os alagamentos nas áreas de influência dos canais.
 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.0%
1.4%
3.0%
1.1%
57.8%