-
-
12/01/2020 às 15h00min - Atualizada em 12/01/2020 às 15h00min

Cineminha no quintal leva cultura e cidadania para as crianças do Barreiro

Realizado há quatro anos, as crianças esperam ansiosas as sessão de cinema aos sábados, no quintal da dona Maria.

Andreza Gomes (Jornalista do www.belem.com.br)
com edição do belem.com.br
Crianças e jovens lotam a sessão do Cineminha no Quintal no bairro do Barreiro
  
Imagine o cenário. Árvores grandes, como jambeiro, coqueiro e açaí, em um quintal enorme, com criação de animais, patos, galinhas, cachorros e gato. É assim o quintal da dona Maria Luiza, que fica na passagem Álvaro Freitas, localizada no bairro do Barreiro. Aos sábados, à noite, o local se transforma no “Cineminha no Quintal”.

O projeto existe há quatro anos no Barreiro. Foi o professor, artista visual e servidor público João Cirilo que teve a ideia de promover esta ação que leva cultura, cidadania e oportunidades para crianças e jovens, muitos dos quais que nunca foram em uma sala grande de exibição de filmes, um cinema.





“Eu e meus cunhados conversando e vendo a realidade das crianças no bairro, que ficavam ociosas nas ruas, próximo aos bares, pensamos eu tenho um data show, vocês uma caixa de som, vamos exibir filmes para esta garotada?” é assim começou a mobilização para por em prática, o Cineminha no Quintal.

“Lembro que o primeiro filme que exibi aqui foi o Menino e Mundo, que atraiu mais de 30 crianças na primeira sessão”, relembra com carinho, João Cirilo.

Ele conta que a divulgação era feito boca a boca com distribuição de panfletos. “Mas hoje quando chego aqui no Barreiro, as crianças já me param e cobram. Tio tem cineminha hoje?”, comenta.

Envolvimento familiar - Os filmes começam a ser exibidos às 18h, 19h e envolve toda a família Silveira. Eles se revezam na produção de pipocas, compra de refrigerantes e distribuição para o público presente. Que agora depois de quatro anos de existiência, não é só o público infantil, o juvenil e adulto, vem toda a família assistir, se encantar e se divertir no Cineminha no Quintal.




Os amigos Gustavo Lima,09, e Paulo Barbosa,12, não perdem uma edição do Cineminha no Quintal. “O filme que mais gostei de assistir aqui foi o Homem Aranha. Eu ainda não fui no cinema grande”, conta.

Animação Paraense - Na programação da noite de sábado, 11, os pequenos expectadores assistiram a série de animação chamada “Os Dinâmicos”, produzido pela Central de Produção e Cinema da Amazônia.

Os episódios tem com personagens o mestre da Guitarrada, mestre Vieira e sua banda Os Dinâmicos. “Quando eu comecei a produzir e acompanhar o mestre Vieira e sua banda, vi o quanto tinha de animação entre eles e as histórias que contavam”, relembra a jornalista Luciana Medeiros, idealizadora de série de Animação.



A jornalista explica que os episódios são bem atuais, falam de temas relacionados à Amazônia. “Os episódios foram exibidos pela TV Brasil, TV Cultura do Pará e agora faço exibições em escolas e entidades que nos solicitam”.

A série “Os dinâmicos” foi realizada por diretores, produtores e artistas paraenses, que se dividiram na concepção, roteiro, direção, dublagem entre outras atividades que envolvam o audiovisual paraense.

Desejos – João Cirilo ainda pretende realizar um sonho, levar todas as crianças da rua do Barreiro, que participam do Cineminha no Quintal para uma sessão especial no Cine Líbero Luxardo, do Centur.
 
 
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor do isolamento social?

32.9%
66.7%
0.4%
-
-
-