-
02/02/2020 às 06h58min - Atualizada em 02/02/2020 às 06h58min

Remo ganha Independente de 2 a 1 e dorme na liderança do Parazão

Azulinos alcançam terceira vitória assumindo a ponta da tabela até o final da terceira rodada

Selma Amaral, jornalista do belem.com.br
Jogo entre Remo e Independente (Foto: Ascom Clube do Remo)
 
 
 
    O Clube do Remo continua devendo uma boa atuação no Parazão 2020, porém, venceu sua terceira partida contra o Independente, de Tucuruí, por 2 a 1, na tarde deste sábado, 01, no Estádio Olímpico do Pará – Mangueirão, pela terceira rodada do certame.

Os gols foram marcados por Jackson e Wesley, pelo Clube o Remo, e Cabecinha, cobrando pênalti para o Galo. O resultado coloca o Leão Azulino na liderança do Campeonato Paraense com nove pontos e três vitórias, lembrando que essa posição poderá mudar, já que a rodada continua neste domingo, 02, com destaque para o jogo Castanhal e Paysandu, também no Mangueirão.

Os bicolores podem voltar ao topo da tabela se avançarem com o saldo de pontos e gols.

Preparação - O elenco azulino volta a se reapresentar na segunda-feira, 03, para semana de preparativos ao clássico contra o Paysandu, o primeiro do ano de 2020, no próximo domingo, 09, no Mangueirão.

Já o Galo, com a derrota, deixou o G-4 do Parazão e segue para uma partida decisiva na Copa do Brasil, enfrentando o CRB (AL), na quarta-feira, 5, no Baenão, em Belém, às 15h30.
 
Sobre a derrota para o Clube do Remo, o técnico Vanderson, do Galo, reclamou muito da arbitragem, principalmente no lance do segundo gol azulino. “Nós fizemos uma boa partida, foi um jogo difícil, mas a arbitragem ajudou o Remo, principalmente no segundo gol, agora é seguir em frente, vamos nos concentrar para o jogo da Copa do Brasil, já que nós queremos a classificação”, disse.

Mais despreocupado, o volante Cabecinha, autor do gol de pênalti do Galo, disse que estava muito feliz por ter enfrentado o gigante Vinicius fazendo uma cobrança impecável. “Eu fiquei nervoso porque o Vinicius é um gigante no gol azulino, mas graças a Deus consegui fazer o gol cobrando o pênalti, que é fruto de muito treinamento”, disse o rapaz.
Pelo Clube do Remo, os jogadores comemoram muito a vitória e a liderança do campeonato. Para os azulinos, o futebol que crônica esportiva vem chamando de “burocrático” não condiz com os resultados em campo. O zagueiro Mimica, que voltou a atuar nesta partida contra o Galo, disse que no Parazão não tem jogo fácil, considerando o potencial das equipes que disputam o certame. “Sabemos que cada jogo é um desafio. O Parazão tem equipes aguerridas com jogadores velozes e de marcação forte e muita qualidade; então vencer o jogo contra uma equipe com essa qualidade para nós é muito importante”

Douglas Packer, que sentiu cansaço no segundo tempo e deixou o gramado, também defendeu o futebol azulino. Ele disse que ainda não está totalmente em forma e que cada jogo o Remo vem demonstrando avanços, mas que cai de rendimento no segundo tempo. “É natural essa queda, todo mundo sente o clima seco e a umidade de Belém, mas nós estamos trabalhando para melhorar e estamos vencendo, pontuando  brigando lá em cima na tabela”, disse.

O Remo venceu os três primeiros jogos e segue 100% no Parazão. Os azulinos venceram o Tapajós (1 a 0), Karajás (1 a 0) e Independente (2 a 1).

O próximo compromisso do Leão será contra o maior rival, Paysandu, que já venceu seus dois primeiros e têm um saldo de gol maior que o Remo. O atacante Jackson, autor de dois gols com a camisa remista, disse que vai se preparar muito para vencer o clássico. O Papão pode retomar a liderança neste domingo se vencer o Castanhal. O mando de jogo é do Japiim, no Mangueirão, às 16h.
 
FICHA TÉCNICA

Independente 1 X 2 Remo

Árbitro – Djonaltan Costa Araújo

Auxiliares – Helcio Araújo Neves e Emanoel Ferreira Junior

4º árbitro – Bruno Luiz Vieira da Cruz

Remo

Vinicius, Rafael Jansen, Mimica, Fredson, Ronaell, Xaves, Charles, Douglas Packer (Lukinha), Robinho (Lailson), Gustavo Ermel (Wesley) e Jackson. Técnico – Rafael Jacques.

Independente

Evandro Gigante, Daelson, Martony, Ezequias, Cabecinha, Wellington Cabeça (Joãozinho), Davi Caça Rato, Dudu, Ramon, Leandrinho (Evair), Talisson Carioca (Rai Gol). Técnico – Vanderson.
 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.8%
2.7%
2.2%
4.6%
14.4%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%