-
08/02/2020 às 14h00min - Atualizada em 08/02/2020 às 14h00min

Tudo pronto para o desfile das escolas de samba de Belém

Festa começa no próximo dia 14, com o desfile das escolas do segundo grupo, na Aldeia Amazônica

Andreza Gomes e Agência Belém
Com edição do belem.com.br
As escolas de samba de Belém se apresentarão na Aldeia Amazônica nos dias 14, 15 e 16 (Foto: Tássia Barros/Agência Belém)
  
O Carnaval Oficial de Belém vai apresentar algumas novidades neste ano: uma homenagem ao centenário do poeta Ruy Barata e a troca dos ingressos que dará acesso às arquibancadas da Aldeia Amazônica, onde acontece o desfile das escolas de samba, por alimentos não perecíveis, que serão posteriormente doados a pessoas carentes.

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (7), falou da homenagem ao poeta Ruy Barata, de quem ele chegou a ser aluno. "Neste momento, nossa cidade homenageia o poeta que é considerado um grande artista, que sintetiza as poesias amazônica e paraense", anunciou.

Coutinho ressaltou a estrutura montada para o Carnaval deste ano. "Montamos uma superestrutura para receber um grande espetáculo, com sonorização, iluminação e todos os órgãos municipais unidos para garantir a segurança, bem estar e conforto do público que for para Aldeia Amazônica nos três dias de folia", garantiu.

O desfile oficial das escolas de samba de Belém começa na sexta-feira (14), na Aldeia Amazônica, com o desfile das escolas do segundo grupo. No dia 15, será a vez do desfile das escolas do primeiro grupo. E no domingo (16), as escolas do terceiro grupo finalizam a programação oficial do carnaval 2020 de Belém.

Segurança – Para organizar o trânsito no entorno da Aldeia Amazônica, no bairro da Pedreira, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) terá cerca de 150 agentes de trânsito e arte educadores. O diretor de Trânsito da Semob, Marcos Chagas, detalhou como será feito o trabalho de interdição das ruas.

"A avenida Doutor Freitas será interditada a partir das 16 horas do dia 14 de fevereiro, no trecho que vai da Senador Lemos até a Marques de Herval, local onde ficarão os 37 carros alegóricos das escolas de samba do Grupo A. E na Pedro Miranda será interditado da travessa Alferes Costa até avenida Doutor Freitas durante os três dias de programação, sempre a partir das 16h”, pontuou.

Chagas alertou ainda os moradores da área, para que andem nos carros com o comprovante de residência. “Os moradores com documentação comprovada terão acesso livre ao trânsito para chegar a sua residência”, explicou.

Os agentes de trânsito de fiscalização irão atuar em parceria com a Guarda Municipal de Belém.

Liga das Escolas – O vice-presidente da Liga das Escolas de Samba de Belém, Gláucio Sapucaí, falou dos preparativos para o evento deste ano.  Segundo ele, nos últimos três anos, as escolas buscaram a profissionalização dos trabalhos. “Nós entregamos, vendemos, trabalhamos e movimentamos o comércio, o lazer, e a vida do povo. Fazemos tudo isso por amor e paixão pelo Carnaval”, destacou.

Ele também falou sobre o trabalho da escola de samba Quem São Eles, da qual é diretor. “Este ano o Quem São Eles vai contar história da educação paraense, destacando a história do colégio Paes de Carvalho, um exemplo de educação e o segundo mais antigo do Brasil”, finalizou.

Ingressos – Para ter acesso aos ingressos das arquibancadas, o interessado deve se deslocar às escolas de samba de seu bairro ou a um dos doze Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Belém e levar um quilo de alimento não perecível.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Você concorda com o adiamento das eleições municipais para novembro?

85.6%
14.4%