-
19/02/2020 às 15h00min - Atualizada em 19/02/2020 às 15h00min

Operação “Carnaval Por Todo o Pará” contará com mais de 2,2 mil agentes

Esforços contarão também com mais de 100 viaturas, 20 embarcações e 3 aeronaves da segurança pública

Agência Pará
Com edição do belem.com.br
Durante a operação, o efetivo da Polícia Militar estará presente com mais de mil homens (Foto: Ascom PM)
       
A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) já apresentou o esquema de segurança montado para a operação integrada “Carnaval por Todo o Pará 2020”, que tem como objetivo garantir aos turistas e foliões que se deslocam para os municípios e balneários do interior do Estado uma diversão mais segura e tranquila durante o período do feriado de Carnaval.

Ao todo, mais de 2.200 agentes das forças de segurança irão atuar de forma conjunta durante o período da operação, que inicia na próxima sexta-feira (21) e vai até o dia 2 de março. A ação contará com a participação da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Grupamento Fluvial (GFlu), Grupamento Aéreo (Graesp), os dois últimos vinculados a Segup, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Departamento de Trânsito (Detran), além de agentes municipais, como a Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) e Guarda Municipal.

Durante a operação, serão realizadas ações de segurança ostensivas e preventivas com policiamento reforçado nos principais interiores do Estado. Os esforços concentrados contarão também com o total de 109 viaturas, 20 embarcações e 3 aeronaves da segurança pública atuando em ronda, fiscalização e atendimento de emergências, nas estradas, praias e balneários.

Trânsito – A ação de entrada e saída da capital será fiscalizada pelos agentes do Detran, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e os órgãos de segurança municipal – Guarda Municipal e Semob. O Detran estará presente ainda na operação “Lei Seca” e nas ações de conscientização para evitar acidentes e infrações de trânsito.

Polícia Militar – Durante a operação, o efetivo da Polícia Militar estará presente com mais de mil homens, trabalhando com jornadas extraordinárias para reforçar a segurança nos municípios em que já atuam.

Algumas cidades receberão reforço especial, em função do movimento expressivo registrado nesse período do ano: Salinópolis, Castanhal, Vigia, Curuçá, Bragança, Cametá, Abaetetuba, Marabá e Parauapebas, e os distritos de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci, em Belém. Todas as ações desenvolvidas por meio do policiamento ostensivo a pé e motorizado, rádio patrulhamento, policiamento rodoviário nas estradas estaduais, policiamento fluvial e preservação do meio ambiente serão intensificadas durante a semana de folia e eventos carnavalescos.

Polícia Civil – A instituição também estará com efetivos reforçados nas delegacias e seccionais das principais localidades. Por meio da operação integrada “Anjo da Guarda”, atuará na fiscalização de casas de shows e bares para evitar a presença de crianças e adolescentes em situação de risco. Também atuará na regularização desses estabelecimentos comerciais e na repressão à poluição sonora.

Praia Segura – O efetivo do Corpo de Bombeiros para a operação contará com 466 militares, atuando nos principais balneários e praias paraenses. Serão realizadas ações de distribuição de pulseirinhas para a identificação das crianças nos locais de maior aglomeração de pessoas, com o objetivo de evitar que se percam dos seus responsáveis.

Balizamento – Em Salinópolis, a atenção será redobrada neste Carnaval. Na praia do Atalaia, ocorrerão ações preventivas para coibir acidentes. A Segup, por meio do Detran, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, fará o balizamento com faixas de fluxo de veículos, criando fluxos em sentidos contrários, devidamente balizados por bandeirolas coloridas, a fim de disciplinar e resguardar a mobilidade das pessoas. Será realizado também o balizamento para evitar que veículos sejam engolidos pela maré ou outros tipos de acidentes. A zona de exclusão, área que será interditada, fica situada após o Atalho da Sofia.

Perícia – O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) também estará com os serviços reforçados para que, em caso de atendimento, o trabalho seja realizado o mais rápido possível.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

77.8%
22.2%