-
22/02/2020 às 19h00min - Atualizada em 22/02/2020 às 19h00min

Carnaval também é tempo de prevenção

Especialista indica andar sempre com preservativo, mesmo sem a pretensão de relação sexual

Assessoria de Comunicação da Unama
Com edição do belem.com.br
Dados mostram que o HIV/Aids cresce mais entre os jovens brasileiros, na faixa etária de 20 a 34 anos (Foto: Carol Garcia)
      
O Carnaval é uma época de muita animação nas ruas, mas também de prevenção. O alerta vale para evitar as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) entre os foliões. Especialistas reforçam a necessidade de proteção incentivando o uso da camisinha, principalmente durante o mês de fevereiro.
 
Segundo o Ministério da Saúde, o preservativo é o meio mais eficaz no controle de infecções entre a população sexualmente ativa, como o HIV, sífilis e gonorreia. Dados do último boletim epidemiológico do HIV/Aids mostram que o vírus cresce mais entre os jovens brasileiros, na faixa etária de 20 a 34 anos, representando 52,7%.
 
A coordenadora do curso de Enfermagem da Universidade da Amazônia (Unama), Hallessa Pimentel, fala sobre a importância de fazer esse alerta. "Muitas vezes, os jovens acham que não vão contrair o HIV, por exemplo, por pura falta de informação. É necessário que a escola, a universidade, família e até as igrejas trabalhem em conjunto para incentivar o uso da camisinha como um método prevenção de doenças", afirmou.
 
A professora dá uma dica para quem vai pular o Carnaval: "Sempre andar com uma camisinha com você, mesmo que você não tenha pretensão de se relacionar. O preservativo ainda é a melhor forma de se proteger e garantir segurança na sua relação", concluiu.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%