-
09/05/2020 às 12h34min - Atualizada em 09/05/2020 às 12h34min

Terceira etapa de vacinação contra a gripe inicia nesta segunda-feira (11)

Grupo prioritário da vez são crianças de seis meses a menores de cinco anos

Agência Pará
Com edição do belem.com.br
O próximo grupo são crianças com idade entre seis meses a menos de cinco cinco anos (Foto: Nailana Thiely/ Ascom Uepa)
          
A campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza continua e a data de início da terceira etapa foi alterada (pelo Ministério da Saúde) para a próxima segunda-feira (11). Os grupos prioritários devem ficar atentos para o calendário de imunização, que tem previsão para encerrar em 5 de junho. 

O próximo grupo são crianças com idade entre seis meses a menos de cinco cinco anos, no período de 11 a 17 de maio. Além dos pequenos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas (mulheres que tiveram bebês em até 45 dias) formam o público alvo dessa semana.

A partir do dia 18 deste mês iniciará a terceira fase, que tem como grupo prioritário os adultos de 55 a 59 anos e os professores de escolas públicas e privadas.

De acordo com a coordenadora estadual de imunização da Sespa, ao todo espera-se vacinar 733.110. O maior grupo é o da faixa etária de 6 meses a 5 anos, com uma estimativa de 612.865 pessoas No Pará, a meta é vacinar, neste período, 90% de cada grupo prioritário.

“Nosso maior desafio nesse momento de pandemia do covid-19 é atingir a meta mínima de 90% de crianças vacinadas em cada um dos municípios do Estado. Uma vez que não teremos o dia D – mobilização nacional. Precisamos de toda ajuda e colaboração da comunidade no sentido de seguir a estratégia municipal e vacinar sua criança contra a gripe”, ressaltou Jaíra Ataíde.

Cabe ressaltar que a vacina não protege contra a covid-19. A dose protege contra os vírus Influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B. 

A coordenadora da Sespa reforça também que os municípios sigam as orientações para evitar aglomeração nas Unidades Básicas de Saúde, onde as vacinas são ofertadas. “Pedimos a adequação as normas recomendadas pelos municípios, garantindo o uso de EPIs dos trabalhadores, como também o distanciamento entre as pessoas. Assim como a importância da estratégia de saúde da família de fazer um levantamento do número de crianças nas localidades e a ida até as residências das mesmas”, reitera Ataíde.

Para quem precisa levar os filhos para serem imunizados nas cidades onde foi decretado o lockdown, a orientação é que pais ou responsáveis que forem levar o menor, estejam sempre com documento de identificação e a carteirinha de vacinação da criança em mãos. O ideal é procurar sempre um posto de vacinação mais próximo de sua residência.

Metas atingidas - No Pará, até agora, a Campanha conseguiu resultados satisfatórios de imunização. No caso dos idosos, a meta que era de 549.470 pessoas vacinadas atingiu a marca de 101,65%, chegando a vacinar 558.530 idosos.
Entre os trabalhadores de saúde a marca atingida foi de 91,82% dessa população vacinada. 

Além disso, nas fases anteriores, a campanha conseguiu imunizar 83.746 pessoas que apresentavam comorbidades, tais como, obesidade, doenças cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas, diabetes e doenças respiratórias crônicas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.3%
1.4%
3.1%
1.0%
57.6%