-
08/10/2020 às 16h00min - Atualizada em 08/10/2020 às 16h00min

Auto do Círio celebra homenagem à Nossa Senhora nesta sexta (9)

O coordenador Tarik Coelho fala dos desafios de fazer o cortejo em 2020

Marcus Passos
Com edição do Belém.com.br
Em 2020, o tema do espetáculo é "Mãe, Livrai-nos do mal, Amém!". (Foto: Wagner Meier/Ascom UFPA)
     
A pandemia do novo coronavírus alterou de forma significativa o modo de vida das pessoas em 2020. No âmbito das festividades, dois caminhos foram seguidos: cancelamento ou readequação. O Auto do Círio, cortejo em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, optou pela segunda opção. Neste ano, será por meio da internet que a teatralidade ganhará vida.


Criado em 1993, o Auto do Círio atua sob o formato de um projeto de extensão da Universidade Federal do Pará. “Esse cortejo é um evento gigantesco e tem um valor cultural importantíssimo para a cidade. O Auto vai muito além dos artistas, abrangendo também a comunidade. Para a cidade, o evento acabou se tornando um calendário cultural que vem ocorrendo desde 1993, na cidade velha. Neste ano estaremos lá, mas de forma virtual”, explica o coordenador e cenógrafo Tarik Coelho.



Tradicionalmente, a festividade ocorre sempre na sexta-feira, antecedendo a grande procissão do Círio de Nazaré no domingo. Ao longo dos anos, o trajeto do Auto vem sofrendo alterações e inserções. O primeiro percurso saiu do Museu do Estado do Pará, localizado na praça Dom Pedro II, e terminou na praça do Relógio. Atualmente, a festividade percorre por pontos fixos, como a praça do Carmo, Igreja da Sé, praça Dom Pedro I e os museus do Estado.

O Auto do Círio reúne em torno de 60 mil pessoas, divididas entre o elenco e o público. “Uns dos principais traços do cortejo é a participação da comunidade. Temos muitos integrantes que são pessoas de casa mesmo que se agregam ao projeto. No Auto, todos são voluntários. Então, se as pessoas continuam indo é porque elas gostam, porque elas querem”, destaca Tarik Coelho.

Por conta das restrições de aglomerações públicas, o Auto do Círio 2020 optou por um formato virtual. Durante o mês de setembro, a organização do espetáculo realizou uma campanha para receber vídeos caseiros gravados sob duas modalidades: vídeos homenagens, de três minutos, com temática livre, e o vídeo encenação, na qual será retratada as etapas do cortejo.



Com a adoção de um formato virtual, uma questão envolvia em como tornar essa edição acessível a todos. “Como abrangemos muitas pessoas da comunidade, nós sabemos da dificuldade que algumas delas têm para acessar a internet. Por isso, acionamos parceiros para tentar fazer vídeos com elas. Nosso maior desafio era fazer a comunidade participar desse momento”, afirma o coordenador.

Todos os anos, o cortejo-teatral escolhe um tema para servir de referência. Ano passado a temática foi "Maria, Mãe de Todas as Matas". Já para 2020, o tema é "Mãe, Livrai-nos do mal, Amém!". “Esse tema é uma súplica, uma oração que estamos pedindo como forma de libertação de tantos males que têm acontecido com a gente no atual momento. Para além do que a pandemia nos deixou, ainda há vários outros males”, comenta Tarik Coelho.

Nesta sexta-feira, 9 de outubro, às 20h30, o público poderá assistir a 26ª edição do Auto do Círio. A homenagem terá duração aproximada de 2h30m e poderá ser acompanhada na página do
Youtube do espetáculo.

Para o coordenador Tarik Coelho, os desafios para a realização do evento em 2020, por conta da pandemia da covid-19, vão deixar algumas possibilidades para os próximos anos. “Estou com altas expectativas, porque é a primeira vez que estamos fazendo nesse formato. E se tudo der certo, podemos tentar continuar com os dois modos quando voltarmos à modalidade presencial. Ou seja, continuar recebendo os vídeos homenagens e fazer o cortejo presencial em si. Seria um formato híbrido”, finaliza.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.0%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.2%
1.5%
3.1%
1.0%
57.8%