-
04/01/2021 às 11h00min - Atualizada em 04/01/2021 às 11h00min

Árvore centenária tomba e danifica prédio histórico do Museu Goeldi

Impacto danificou a estrutura e mobiliário expositivo de prédio do século XIX

Assessoria da Instituição
Com edição do Belém.com.br
Ramificação da árvore guajará que caiu sob o prédio tem peso estimado pelos bombeiros de duas ou três toneladas. (Foto: Divulgação)
   
No último dia 1º de janeiro, o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) registrou dano em suas instalações históricas. Pela manhã, uma longa ramificação se partiu do Guajará, árvore de 42 metros, espécime-tipo e o mais antigo ser vivo da coleção do Parque Zoobotânico, por volta de 150 anos, e tombou sobre o prédio histórico da Rocinha, pavilhão expositivo nobre datado de 1879.
 
O impacto provocou danos à estrutura do prédio histórico, único exemplar característico das casas rurais típicas do século XIX de Belém aberto à visitação pública. Janelas, tesouras e laje foram afetados, assim como o mobiliário expositivo. 

   
O atendimento emergencial para a avaliação preliminar dos danos e as primeiras medidas protetivas foram realizados com o apoio de equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Pará e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS). Bombeiros estimam que o "braço" da árvore guajará que está apoiado no prédio tenha peso de duas ou três toneladas.

 
Como não havia funcionários circulando pelo local, ninguém ficou ferido. As demais espécies animais e vegetais também não foram atingidas.
 
A direção do Museu Goeldi empreenderá todos os esforços junto às autoridades federais, estaduais e municipais para garantir a restauração do prédio tão caro à história da ciência, da instituição e de Belém.
   

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.9%