-
18/01/2021 às 12h15min - Atualizada em 18/01/2021 às 12h15min

Primeiro lote da CoronaVac já está a caminho do Pará

O Pará vai receber 124.560 mil doses da vacina

Da redação do Belém.com.br
O governo já disponibilizou aos municípios seis milhões de agulhas e seringas. (Foto: Govesp)
      
O primeiro lote com 124.560 mil doses da vacina CoronaVac já está a caminho do estado do Pará. O governador Helder Barbalho esteve em São Paulo na manhã desta segunda (18) para a cerimônia de distribuição da vacina promovida pelo Ministério da Saúde.

 
Após a chegada da vacina, o governo do Pará vai realizar às 17h uma entrevista coletiva no Hangar Centro de Convenções, em Belém. Durante a apresentação da Campanha de Vacinação da Covid-19 um profissional de saúde do Hospital de Campanha do Hangar será imunizado. A transmissão da coletiva poderá ser acompanhada ao vivo pelo site Agência Pará e TV Cultura.

Os imunizantes contra a covid-19 foram produzidos pelo Instituto Butantan de São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. As 296.520 mil doses da vacina para a Região Norte estão sendo trazidas pela aeronave C-130 Hércules, da Força Aérea Brasileira (FAB).

Inicialmente, o Pará estava previsto receber cerca de 320 mil doses da CoronaVac, valor reduzido para 124 mil pelo Ministério da Saúde. Nesta primeira fase devem ser imunizados profissionais da saúde da linha de frente, indígenas aldeados, moradores das áreas remanescentes de quilombos e idosos acima de 80 anos.

Na última sexta-feira (15) o governador do Pará se reuniu com os prefeitos dos 144 municípios para detalhar o plano de vacinação contra covid-19 no estado. "Já estamos com a logística preparada para fazer a distribuição para as regionais. A ideia é que os municípios possam ir até a sua regional e apanhar sua cota. Nas regiões do Marajó e Calha Norte teremos o apoio de aviões e helicópteros para o transporte das vacinas. Nossa ideia é vacinar todos ao mesmo tempo nesta primeira fase", afirmou Helder Barbalho.

Insumos

O governo já disponibilizou aos municípios seis milhões de agulhas e seringas, além de isopores, para auxiliar no plano de vacinação. Após a chegada do primeiro lote, o planejamento é  enviar, junto com as vacinas, material informativo sobre a importância da imunização. De acordo com Helder Barbalho, não haverá qualquer distinção entre os municípios. O governador afirmou que todos serão tratados de maneira igual dentro dos critérios de distribuição da primeira fase.
   

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%