-
18/03/2021 às 12h24min - Atualizada em 18/03/2021 às 12h00min

Tendas para atendimento de casos leves de covid-19 começam a funcionar em Belém

Estruturas ficam localizadas nos bairros da Terra firme, Jurunas e Marambaia

Redação do Belem.com.br
O objetivo é aumentar a capacidade de atendimento imediato dos casos de covid-19 na capital. (Foto: Mila Guerreiro/Agência Belém)
         
Começaram a funcionar, em caráter experimental, as estruturas de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) localizadas nos bairros da Terra firme, Jurunas e Marambaia. O objetivo é aumentar a capacidade de atendimento imediato dos casos de covid-19 na capital.

Triagem 

O acolhimento nesses espaços começa por um técnico de enfermagem. Em seguida, passa por um enfermeiro e depois por um médico.  Para o médico Raylesso Silva, que presta assistência na UBS da Marambaia, essa nova forma de atendimento é mais rápida, já que o paciente passa, previamente, por uma triagem.  

O Plano de Contingenciamento da Covid-19 da Prefeitura de Belém prevê a instalação de 15 estruturas de atendimento. Nas cinco Unidades de Pronto Atendimento, localizadas nos bairros do Jurunas, Terra Firme, Marambaia, Sacramenta e Icoaraci, estão sendo montadas tendas para triagem dos casos de covid-19. Com isso, as UPAs também passam a atender os casos críticos da doença.

Nas oito Unidades Básicas de Saúde, localizadas na Terra Firme, Jurunas, Guamá, Bengui II, Marambaia, Paraíso dos Pássaros e Icoaraci, na Estratégia Saúde da Família em Outeiro e no hospital Distrital de Mosqueiro, estão sendo instaladas as clínicas de campanha. Nelas serão atendidos os casos leves e moderados da covid, por meio de consultas, diagnóstico, orientação, prevenção e acompanhamento por telessaúde.

No Distrito Administrativo de Belém (Dabel), onde não há UBS, a estrutura está sendo montada no Ver-o-Peso e na Igreja de São Raimundo Nonato, localizada na avenida Senador Lemos, no bairro Umarizal. O funcionamento das clínicas de campanha é das 8h às 17h, de domingo a domingo.

Procedimento

O diretor de atenção básica da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Vitor Nina, reforça como a população deve proceder, caso necessite de atendimento.  “Quem tiver sintomas leves e moderados deve procurar as clínicas de campanha. Se o caso for mais grave o ideal é buscar atendimento nas UPAs. Elas são a porta de entrada para as internações no PSM do Guamá, que passou a funcionar na modalidade porta fechada, ou seja, só recebe pacientes via central de regulação”, explica.

Retaguarda ampliada

No sentido de reforçar o atendimento, a retaguarda de leitos hospitalares também está sendo ampliada. Assim, o Hospital do Guamá está atendendo, desde segunda-feira, dia 15, exclusivamente casos da covid-19. A rede municipal conta ainda com leitos na Beneficente Portuguesa e em breve com leitos do hospital Redentor, via convênio com a rede privada.  Já o Pronto Socorro  da 14 de março (HPSM Mário Pinotti) segue atendendo às demais urgências e emergências.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

68.2%
4.5%
0%
9.1%
18.2%