-
05/05/2021 às 12h02min - Atualizada em 05/05/2021 às 12h02min

Belém inicia hoje (5) vacinação para grupo de 59 anos com comorbidade; saiba mais

A imunização seguirá em ordem decrescente de idade conforme doses disponíveis

Agência Belém
Com edição do Belem.com.br
Em razão de especificidades técnicas da vacina da Pfizer, não haverá formato drive-thru. (Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará)
              
A Secretaria Municipal de Saúde (SESMA) anunciou nova etapa de vacinação para grupos com comorbidade. Nesta quarta-feira (5) é a vez de pessoas de 59 anos (nascidas em 1962) com uma ou mais comorbidades. Na quinta-feira (6) a vacinação avança para o grupo de nascidos em 1963, ou seja, que tem 58 anos, também com comorbidades. Segundo a Prefeitura, Belém seguirá vacinando em ordem decrescente de idade e deve avançar para as demais idades conforme a disponibilidade de doses. 


Para se vacinar, é preciso apresentar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência de Belém. Também é necessário levar uma cópia do laudo, atestado ou receita médica que comprove a comorbidade e que será retido no ponto de vacinação. Confira ao final da matéria a lista de comorbidades, definidas pelo Ministério da Saúde.

Postos de vacinação 

Em razão de especificidades técnicas da vacina da Pfizer, não haverá drive-thru, e os postos de vacinação serão montados em áreas com ar-condicionado. 
Os pontos de vacinação abaixo relacionados estarão abertos para atendimento das 09:00h às 17:00h. Veja quais são:

 

1 - Cassazum. Entrada pelo estacionamento lateral na Trav. Perebebuí 

2 - Colégio do Carmo. Travessa Dom Bosco, nº 72, bairro da Cidade Velha 

3 - FIBRA. Avenida Gentil Bittencourt, nº 1144, bairro de Nazaré. 

4 - Ginásio Mangueirinho. Avenida Augusto Montenegro, nº 524, bairro do Mangueirão. 

5 - Icoaraci. Igreja do Evangelho Quadrangular. Travessa São Roque, 789 

6 - Icoaraci. Paróquia de São João e Nossa Senhora das Graças. Praça Pio XII, nº 148 

7 - Igreja do Evangelho Quadrangular. Barão de Igarapé Miri, esquina com 25 de junho, Guamá. 

8 - Mosqueiro. Escola Estadual Carananduba. Rod. Eng. Augusto Meira Filho, 51 

9 - Mosqueiro. Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Honorato Filgueiras. Trav. Siqueira Mendes 

10 - Mosqueiro. Hospital Municipal de Mosqueiro, rua 15 de Novembro, 545 – Vila 

11 - Mosqueiro. Unidade Básica de Saúde Baía do Sol. Av. Beira Mar, 

12 - Outeiro. FUNBOSQUE. Avenida Nossa Senhora da Conceição. 

13 - Primeira Igreja Batista. Av. Assis de Vasconcelos, 817 – Campina. 

14 - UEPA - CCBS (Universidade do Estado do Pará - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde), Tv. Perebebuí, 2623 - Marco 

15 - UEPA - Escola de Enfermagem. Avenida José Bonifácio, nº 1289, bairro do Guamá. 

16 - UNAMA. Avenida Alcindo Cacela, nº 287. 

17 - Unidade Médica Integrada (UMI) - Base Naval de Val de Cães (BNVC), Rua Comandante Didier, 2184. 

18 - UNIFAMAZ. Avenida Visconde de Souza Franco, nº 72, bairro do Reduto. 

19 - Universidade Federal do Pará (UFPA-Campus Guamá, Mirante do Rio). Rua Augusto Corrêa, 01, Guamá.

 
Comorbidades

Confira abaixo a lista de comorbidades, de acordo com o Ministério da Saúde:

1 - Arritmias cardíacas (com importância clínica e/ou cardiopatia associada: fibrilação e flutter atriais; e outras). 

2 - Câncer. 

3 - Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo). 

4 - Cardiopatias congênitas no adulto (Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica; crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico). 

5 - Cirrose hepática. 

6 - Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar (Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária) 
7 - Diabetes mellitus. 

8 - Doença cerebrovascular (Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular). 

9 - Doença renal crônica (Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica). 

10 - Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas (Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos). 

11 - Hemoglobinopatias graves (Doença falciforme e talassemia maior). 

12 - Hipertensão arterial estágio 3 (PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade). 

13 - Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade (PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade). 

14 - Hipertensão Arterial Resistente (HAR). Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos antihipertensivos.
 

15 - Imunossuprimidos (indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias). 

16 - Insuficiência cardíaca. 

17 - Miocardiopatias e pericardiopatias (miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática). 

18 - Obesidade mórbida (Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40). 

19 - Pneumopatias crônicas graves (doença pulmonar obstrutiva crônica, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática). 

20 - Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados (portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência). 

21 - Síndromes coronarianas (síndromes coronarianas crônicas: angina pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós infarto agudo do miocárdio). 

22 - Valvopatias (lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico, estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.3%
2.9%
3.1%
2.0%
5.2%
13.7%
1.5%
2.5%
1.1%
58.7%