-
25/10/2021 às 14h00min - Atualizada em 25/10/2021 às 14h00min

Saiba como descobrir se seu CPF foi usado por terceiros

Conheça 5 maneiras de se certificar sobre a segurança de seus dados

Equipe Belem.com.br
Com informações da Agência Brasil
O CPF é um dos dados mais utilizados para fraudes. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Em janeiro deste ano, um vazamento de cerca de 37 bases de dados acendeu o alerta da população e das autoridades sobre a segurança das informações de mais de 220 milhões de brasileiros em sistemas digitais. Entre os perigos da posse dessas informações por pessoas mal intencionadas estão a abertura de contas bancárias, transferência de valores, realização de empréstimos e compras sem autorização dos titulares dos dados. Para se certificar se o CPF, um dos dados mais importantes nessas situações, foi ou não usado indevidamente, o cidadão pode lançar mão de alguns recursos.

"Registrato" do Banco Central (BC)

O Registrato é um sistema do BC que fornece um extrato das informações de uma pessoa com instituições financeiras. A ferramenta permite a consulta online do histórico de pessoa física ou jurídica em bancos e financeiras. Entre as informações que podem ser levantadas, estão a abertura de contas bancárias (ativas ou inativas), dívidas (liquidadas ou em aberto) e envios de dinheiro para o exterior.

O cidadão deve se credenciar no site do Banco Central e, em seguida, entrar no site do Registrato e consultar o histório das transações feitas com o seu CPF junto às instituições financeiras.

Serasa

O consumidor pode consultar, gratuitamente, a situação do seu CPF no site da Serasa, após realizar um cadastro. Se seu CPF aparecer negativado por alguma dívida que o consumidor não reconheça, é necessário investigar a possibilidade de fraude.

Serasa Experian

Nesta plataforma, os usuários podem verificar se seus dados foram usados de alguma maneira ilegal na dark web, uma dimensão do mundo virtual comumente usada para transações sigilosas e crimes. Além disso, o serviço também avisa o usuário quando o CPF é consultado na hora de uma compra ou quando uma empresa é aberta no nome do cidadão, por exemplo.

SCPC

O Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) também oferece um sistema onde é possível se certificar se o consumidor tem o nome vinculado à alguma dívida. A busca também compreende um cadastro na plataforma para averiguar possíveis pendências no nome.

DataPrev

Nesta base de dados, é possível verificar se seu CPF foi usado indevidamente por terceiros para obter benefícios sociais, entre eles, o auxílio emergencial, por exemplo. Basta acessar o site informar seu CPF, nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Então, o site exibirá se existe requerimento do auxílio emergencial vinculado àquela pessoa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-