-
11/10/2019 às 14h33min - Atualizada em 11/10/2019 às 14h33min

Crianças revelam expectativas para o 12 de outubro

Data é esperada com ansiedade pelos pequeninos e pelo comércio

Rosiane Rodrigues (Estagiária do Portal Belém, com revisão da jornalista Elck Oliveira - DRT 1847)
Rosiane Rodrigues
José Pietro só pensa nos brinquedos que vai ganhar e no parquinho que costuma frequentar (Foto: arquivo pessoal)

O dia 12 de outubro, que, neste ano, cai no sábado, é um dos momentos mais esperados pelas crianças. Afinal, esse é o dia dedicado a elas. A data, tão aguardada pelos pequeninos, foi instituída por lei em novembro de 1924, mas só passou a ser comemorada a partir de 1955, fruto da articulação de um grupo de empresários que queriam aquecer as vendas de brinquedos. O intento deu certo. Hoje, é um dos períodos que mais movimentam o comércio.
 
A data favorece, principalmente, o comércio de brinquedos, roupas e sapatos, segundo o explica o vice-presidente da Associação Comercial do Pará (ACP), Makram Said. “Os pais deixam de comprar para si, mas não deixam de comprar para os filhos e isso acaba movimentando os segmentos de brinquedos, roupas e inclusive os restaurantes”, destaca.
 
Para as crianças, esse momento é aguardado com alegria. O pequeno Enzo Kauã, de dez anos, conta que adora o Dia das Crianças, porque comemora, ganha brinquedos e, claro, brinca muito.  “Eu queria que todas as crianças do universo ganhassem brinquedo, porque todas as crianças merecem. E quero que Deus abençoe todas as crianças do mundo”, ensina.
 
Para a avó de Enzo, Naza Galvão, o Dia das Crianças é especial, porque o mundo não seria o mesmo sem a alegria, a bondade e a inocência das crianças. “As crianças são bênçãos e, na sua simplicidade, nos proporcionam grandes lições de vida todos os dias”, acredita.
 
Isabella Carolinne, de oito anos, concorda com a dona Naza. “A gente ganha presentes, roupas, bombons, têm festinhas na escola e sai. É bem bacana o Dia das Crianças”, reforça Isabella, que quer ser médica veterinária quando crescer.
 
Já o José Pietro Carachesti, de três anos, diz que já está aguardando as brincadeiras no parquinho e os brinquedos que ganha no Dia das Crianças. “Espero ganhar um boneco do Lucas Neto”, revela.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.8%
2.7%
2.2%
4.6%
14.4%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%