-
17/10/2019 às 11h00min - Atualizada em 17/10/2019 às 11h01min

Cresce busca por aplicativo de transporte feminino

Das usuárias de app de transporte, 91% optariam por aplicativos em que pudessem solicitar corridas apenas com motoristas mulheres.

DINO
https://drivermachine.com.br/


Segundo pesquisa divulgada pela Mobile Time, 71% dos brasileiros que usam smartphone já pediram um transporte por aplicativo. Comparado aos últimos dois anos, isso representa um aumento de 21 pontos percentuais.

Contudo, junto ao crescimento das corridas também veio o crescimento do assédio moral e sexual sofrido tanto por passageiras quanto por motoristas mulheres.

Os casos fizeram com que a busca por aplicativos de transporte exclusivamente femininos ou que, pelo menos, dessem a opção de escolher ser atendida por uma motorista crescesse.

Para saber mais sobre essa preocupação diária, perguntamos para 120 usuárias de apps suas medidas de segurança e se trocariam os grandes apps por um aplicativo regional.

Insegurança

Quando perguntadas sobre o sentimento de insegurança em corridas com motoristas homens, 55% das entrevistadas responderam que às vezes se sentiam seguras. 

Já quando a pergunta foi sobre a segurança com motoristas mulheres, 84,2% afirmaram que se sentem seguras nas corridas. 

Medidas de segurança

Apesar de só se sentirem seguras às vezes, 88% das entrevistadas afirmaram usar os aplicativos de transporte e 65% os utilizam de uma a cinco vezes no mês.

Então, perguntamos quais medidas de segurança são tomadas para que a sensação de insegurança seja menor. Foi observado que as usuárias praticam, simultaneamente, de duas a três medidas de segurança.

A maior parte das usuárias responderam que compartilham a corrida em tempo real com amigos, cônjuges e familiares. Logo após, a atitude mais praticada é ligar, mandar áudio ou conversar com alguém via mensagens.

Muitas usuárias afirmaram que, às vezes, fingem que estão ligando para alguém ou que estão mandando áudio onde dizem seus destinos e a previsão de chegada.

Além disso, também costumam fingir que estão falando com algum homem, geralmente namorado ou pai. 

Curiosamente, a terceira medida de segurança mais adotada é se sentar atrás do motorista para não estabelecer contato visual.

Quando se trata de motoristas mulheres, 29% das usuárias afirmaram não tomar nenhuma medida de segurança. Contudo, quando decidem fazer algo, a atitude mais escolhida também é o compartilhamento de corrida com alguém de confiança.

Entretanto, um ponto que chama atenção é que 12% das usuárias afirmaram nunca ter feito corrida com uma motorista. Porém, ao se olhar de forma ampla, a situação não é surpreendente.

Nos Estados Unidos, país sede de uma das maiores empresas de transporte por app, apenas 14% dos cadastros de motoristas são femininos.

Grandes apps x aplicativo regional

Por fim, perguntamos se elas trocariam grandes apps por um aplicativo de transporte regional que só cadastrasse passageiras e motoristas mulheres.

79% das usuários afirmaram que, sim, optariam por um aplicativo de transporte regional exclusivamente feminino. A estatística fica ainda maior quando a escolha da motorista é um opcional: 91%

Ou seja, um aplicativo que ofereça motoristas homens e mulheres e que, ao solicitar a corrida, a passageira possa escolher ser atendida apenas por uma motorista. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.2%
1.5%
3.1%
1.0%
57.7%