22/03/2022 às 15h58min - Atualizada em 22/03/2022 às 15h58min

Coant é oficializada como ferramenta de combate ao racismo em Belém

Criada em 2021, a coordenadoria passa, a partir de agora, a existir por meio do Decreto 103.700/2022

Agência Belém
Prefeito e representantes da Coant no momento da assinatura do decreto. (Foto: Marcos Barbosa / Ag. Belém)

 

                                                                                                           
Com o objetivo de criar políticas públicas para intensificar a luta contra o racismo, o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, assinou na tarde desta segunda-feira (21), o decreto que oficializa a Coordenadoria Antirracista de Belém (Coant). 
Criada em 2021, a coordenadoria passa, a partir de agora, a existir por meio do Decreto 103.700/2022, do dia 15 de março de 2022.


“Fiz questão que fosse hoje, por ser Dia internacional de Combate à Discriminação Racial. O racismo atinge muitos povos e reconhecer uma política de combate ao racismo é de extrema importância.  As iniciativas estão sendo tomadas com o objetivo de fazer valer a pena um governo popular”, explica Edmilson Rodrigues.
 

Ações de combate e prevenção ao racismo


Para a coordenadora adjunta da Coant, Jomara Tembé, o reconhecimento da coordenadoria vai trazer mais ações de combate ao racismo. "Buscamos ajudar os nossos povos, que foram muito massacrados. É um processo de conquista para todos nós, é gratificante saber que existe um governo que olha para essa política e só temos a crescer", ressalta Jomara.


Com a oficialização, a coordenadoria poderá estender suas ações, a partir de convênios com órgãos municipais, estaduais e federais e ser um órgão permanente nas politicas do município de Belém, ressalta a coordenadora Antirracista, Elza Rodrigues. 


“A coordenadoria terá uma legislação própria, a partir de agora. A Coant agora é permanente e vamos poder fazer convênios municipais e estaduais, além de captar recursos próprios. Este ato é importante, simbolicamente, pois a luta negra é pautada por essas conquistas institucionais e para chegarmos até aqui, muitas pessoas negras, que não estão aqui, pensaram e elaboraram para contribuir com essa luta contra o racismo".


O vice-prefeito de Belém, Edilson Moura e o titular da Secretaria Extraordinária de Direitos Humanos (SecDH), Max Costa, também participaram do ato.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »