-
04/12/2019 às 10h38min - Atualizada em 04/12/2019 às 10h38min

Memórias impressas de Icoaraci podem ser visitadas até o dia 09

A mostra retrata cerca de 30 itens, entre equipamentos fotográficos e imagens

belem.com.br
Andreza Gomes (jornalista do www.belem.com.br)
A exposição organizada pelo Foto Sima, entidade que existe há mais de 50 anos, é realizada pelo quarto ano (Foto: acervo do Foto Sima)
   
Com objetivo de resgatar e preservar a memória afetiva do distrito de Icoaraci, o Foto Sima promove a exposição “Memórias Impressas de Icoaraci”. Segundo o fotógrafo Elvis Alves, um dos responsáveis pela mostra, são cerca de 30 itens, entre equipamentos fotográficos e imagens. “Aqui você vai encontrar fotos de prédios que são históricos em Icoaraci, como a sede do Pinheirense, Escola Coronel Sarmento, casa do poeta Antônio Tavernard. São fotos antigas em preto e branco, da década de 60”, relata.

Algumas imagens estão retratadas em azulejo. “Eu tive a liberdade de remeter ao azulejo português as imagens dos maiores casarões do distrito, mostrando também a influência europeia na nossa arquitetura”, conta Elvis Alves.

Máquinas analógicas 

Quem se lembra das máquinas analógicas? Aquelas que usavam filmes para revelar as fotos. Hoje em dia, a fotografia é salva na nuvem e impressa de maneira mais rápida.

Mas para quem não viveu neste momento das preto e branco, slides, câmeras, monóculos, tudo isso poderá ser visto na visita à mostra do Foto Sima, que fica aberta diariamente, de 10h às 17h, na terceira rua de Icoaraci.

Entre as máquinas apresentadas no espaço, estão: Ikon AG usado com negativo 35mm, Yashica, Polairoid e as máquinas digitais. “O público poderá conferir também reproduções, fotopinturas, restaurações, cianótipos, positivos, negativos”, detalha o fotógrafo.

A exposição realizada pelo Foto Sima, que existe há mais de 50 anos, é realizada pelo quarto ano sempre no período das festividades do Círio de Nossa Senhora das Graças. “No ano de 2017 tivemos duas mostras, uma no Circuito Cultural, em parceria com 'A Casa da Artista' e outra novamente no Círio de Icoaraci. A exposição em si existe desde o ano de 2016”, conclui.

As escolas, entidades e pessoas interessadas podem fazer um agendamento com visita monitorada no espaço pelo telefone: 3227-6368.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

77.8%
22.2%