-
04/01/2020 às 15h00min - Atualizada em 04/01/2020 às 15h00min

Unidades pré-selecionadas no 'Escola Acessível' devem concluir adesão até o dia 30

Programa disponibiliza recursos financeiros para promover acessibilidade no ambiente físico das escolas

Agência Pará
com edição do belem.com.br
Escolas públicas serão beneficiadas pelo Programa (Foto: Wagner Santana-Agência Pará)
 
 
 
   As escolas da rede estadual pré-selecionadas para o Programa Escola Acessível, do Ministério da Educação (MEC), têm até o dia 30 de janeiro para realizar a adesão ao programa.

O “Escola Acessível” disponibiliza recursos financeiros para as unidades de ensino públicas contempladas com salas de recursos multifuncionais implantadas no ano anterior e com matrículas de estudantes, público-alvo da educação especial.

O objetivo do projeto é promover condições de acessibilidade ao ambiente físico, aos recursos didáticos e pedagógicos e à comunicação e informação nas escolas públicas de ensino regular.

Portas alongadas e colocação de sinalização tátil e visual são alguns das soluções que devem ser feitas nas unidades.



Os recursos devem ser usados em ações de adequação arquitetônica e de sanitários, alargamento de portas e vias de acesso, construção de rampas, instalação de corrimão, colocação de sinalização tátil e visual, aquisição de mobiliário acessível, cadeira de rodas e outros recursos de tecnologia assistiva.

Cada escola recebe por ano, entre R$ 9.960 a R$ 18 mil para a execução das ações.

Seleção - No Pará, 120 escolas estaduais de diversos municípios foram pré-selecionadas pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) em 2019 e agora precisam concluir o processo aderindo ao sistema no Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Interativo) e preencher o plano de atendimento no módulo Escola Acessível.
 
“Até o momento, 52 escolas fizeram a adesão e as demais precisam incluir seus planos até o final de janeiro sob pena de ter a pré-seleção recusada”, explica Francinete Amaro, técnica em gestão pública e responsável pelo Núcleo de Programas, Projetos, Planejamento e Convênios (Nupplac), da Coordenação de Educação Especial da Seduc.

Nos Planos de Atendimento, cada escola deve indicar o planejamento de utilização dos recursos. A Seduc estima que o Programa deve destinar ao Pará cerca de R$ 723 mil, de acordo com as informações do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec). Mas para isso, a escola contemplada deve manter seus Conselhos Escolares regularizados para que a adesão e o financiamento sejam finalizados.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%