-
08/01/2020 às 14h10min - Atualizada em 08/01/2020 às 14h10min

Belém recebe programação especial sobre a Cabanagem

O Coletivo Cultural reúne historiadores, artistas, poetas e escritores

Andreza Gomes, jornalista do Portal Belém.com
Movimento da Cabanagem completou 185 anos
 
 
   O Coletivo Cultural IdeiasAí promove neste sábado, 11,  uma programação especial para marcar as comemorações dos 185 anos da Cabanagem, celebrados na última terça-feira, 07 de janeiro.

Será um grande cortejo com uma encenação da tomada de poder por parte dos cabanos, a partir das 18h de sábado.
   
O grupo faz uma convocação: “Vem com a gente, vamos reverenciar a luta cabana, porque ela continua viva! Coloque o seu chapéu de palha, traga o seu tambor, sua maraca, vamos mostrar e nos orgulhar das nossas raízes cabanas”.


Manoel Bazane, produtor cultural do Movimento “Ideias Aí”, comenta sobre a programação que irá acontecer neste sábado, 11 de janeiro. O Coletivo Cultural irá realizar três momentos. “No dia 11 a nossa programação começa na rua 13 de maio com avenida Portugal. Segundo relatos históricos, neste local, morou Eduardo Angelim. Vamos fazer um ato simbólico”, enumera.

Ele conta que será feita uma encenação com a chegada dos cabanos da cidade, seguido da tomada do poder e iremos percorrer as ruas da Cidade Velha. “Durante o percurso haverá poesia, literatura, carimbó e nosso cortejo termina na Feira do Açaí com uma grande programação cultural”, informa o produtor.  

A programação segue no dia 24 de janeiro com uma roda de conversa sobre as mulheres. “A roda de conversa será sobre as mulheres cabanas, ressaltando a importância das mulheres nesta época. Elas eram responsáveis por enviar mensagens, informações para o comando”, pontua.

No dia 31 de janeiro será realizada a cerimônia com a entrega do Mérito Cabano Cultural. Vamos homenagear aquelas pessoas que tem um trabalho relevante na cultura. “Pessoas ilustres do Candomblé, da área da literatura como a Heliana Barriga; mestre Dimmy, um dos idealizadores do batuque na praça; Mestre João do Boi Travesso, do Guamá, entre outros.   
O Coletivo Cultural “Ideias aí” é um movimento de todo o Estado e reúne historiadores, antropólogos, artistas, poetas, escritores, ativistas culturais, músicos, artistas de todas as linguagens.

História - O historiador Adony Borges conta que o Movimento da Cabanagem surgiu bem antes de 1835. Ele explica que a origem do movimento está ligada ao episódio de 1823, o massacre do Brigue do Palhaço. “Ficou na memória de muitos paraenses. E quem são os paraenses dos bairros quem são a maioria nesse momento? Cabanagem primeira metade do século XIX, traz um dado interessante, que mostra que 95% da população era composta por negros, mestiços, índios, ex-escravos e povos do interior”, comenta.

Ele explica ainda que apenas cinco por cento eram Portugueses. “A Cabanagem foi um momento construído sob a liderança do Batista Campos, o mesmo que lutou durante o período da Adesão do Pará. A morte dele representa o início do movimento Cabano para tomar a cidade de Belém. A principal luta era contra a exploração social, o descaso pela qual povo era tratado”, pontua.
A morte de Batista Campos foi determinante para o início do Movimento.

O Movimento chegou ao poder com três presidentes cabanos, Batista Campos, Francisco Vinagre e Eduardo Angelim. Este movimento representa a história de luta do povo paraense contra a soberania contra o poder de uma pequena elite de português aqui na Amazônia”, finaliza Borges.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%