-
-
11/02/2020 às 18h00min - Atualizada em 11/02/2020 às 18h00min

Soure terá programação do Carimbloco

No domingo, dia 23 de fevereiro, pelo terceiro ano consecutivo, o Bloco Carimbloco do Pacoval desfila no sambódromo de Soure.

Andreza Gomes
Com edição do belem.com.br
O grupo de carimbó Tambores do Pacoval realiza, junto com o mestre Diquinho, todos os sábados, uma roda de carimbó para a comunidade (Foto: Divulgação)
      
O Carimbloco do Pacoval, ligado à Associação dos Moradores do Pacoval, da cidade de Soure, localizada no arquipélago do Marajó, realiza uma programação especial neste mês de fevereiro, com o tema "Não vou deixar acabar o que a Mãe Negra me doou".  

A programação começa no dia 20 de fevereiro com a exibição do filme “Njinga, Rainha da Angola”, às 19h, na sede da associação.

No sábado (22), a partir das 16h, serão realizadas oficinas de percussão e dança com mestre Diquinho e grupo de carimbó Tambores do Pacoval.  

No domingo, dia 23 de fevereiro, pelo terceiro ano consecutivo, o Bloco Carimbloco do Pacoval desfila no sambódromo de Soure.
A concentração começa às 16h e, segundo a presidente do bloco, Manuela Paixão, 27, a proposta do Carimbloco em Soure é falar do Pará.

“O bloco só toca carimbó, mas nós temos um samba enredo com a composição do mestre da nossa comunidade, Mestre Diquinho, é ele quem produz grande parte das músicas do bloco”, conta.

Manuela Paixão acrescenta ainda que o bloco surgiu quando o conjunto Tambores do Pacoval saiu pela comunidade tocando tambor, maracá, violão, banjo, com o intuito de chegar ao centro da cidade.

“Tiveram a ideia de colocar o nome de Carimbloco e estávamos em período de Carnaval e, há três anos, realizamos esta grande festa, promovida pela Associação dos Moradores do bairro do Pacoval - AMPAC”, explica.

AMPAC – Associação dos Moradores do bairro do Pacoval realiza um trabalho em prol da cultura do carimbó e da cerâmica marajoara.

O grupo de carimbó Tambores do Pacoval realiza, junto com o mestre Diquinho, todos os sábados, uma roda de carimbó para a comunidade e visitantes e é nesse ambiente que nasce e vem crescendo o Carimbloco.

“No ano passado, mais de 250 pessoas participaram do evento, que é uma experiência única que vem enriquecendo o Carnaval no município”, finaliza a presidente Manuela Paixão, que divide de forma coletiva as atividades com Cilene Andrade e Luciane Bessa.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Belém tem mais de 200 praças. Você concorda que a praça ainda é o lazer mais barato para as famílias em Belém?

93.0%
7.0%
-
-
-
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Dúvidas? Nos envie uma mensagem explicando a informação que você precisa!