-
03/09/2019 às 15h26min - Atualizada em 03/09/2019 às 15h26min

Artistas paraenses se preparam para a primeira Ópera de rock da Amazônia

O espetáculo promete trazer muita música ao público

Portal Belém
Atores ensaiando para o "Desterro" (Crédito: Cabron Studios).

“DESTERRO” fala de conflitos agrários no Pará. Começa com o assassinato da avó da protagonista, que era uma ativista ambiental. Após a tragédia, a protagonista, Dira, resolveu ir à capital para fugir da violência do campo. "É um espetáculo que envolve o público, porque trata de coisas que a gente visualiza nos jornais o tempo inteiro, que falam de coisas que parecem distantes, mas não são distantes assim", disse a diretora da ópera, Bel Lobato.

 

Rui Paiva, criador da ópera, explicou que a ideia inicial foi do Sidney KC, baixista e compositor da banda Álibi de Orfeu, e que foi ao encontro das ideias que ele tinha desde a adolescência, enquanto aprendia a compor sob a influência de bandas como o The Who, Pink Floyd, Triumph e outros. "O KC pediu para eu escrever a história. Após os primeiros textos, acabamos escrevendo com ideias de ambos. Essa é a primeira ópera rock feita no norte e nordeste, pois as consideradas óperas foram feitas pelo Arrigo Barnabé e Odair José, não tão rock assim. Nem sei precisar se chegaram a ser encenadas no formato de ópera", explicou.

 

Edyr Augusto, escritor paraenses, foi quem leu o material final e concluiu o roteiro. “Ele deu ideias interessantíssimas para o roteiro. Quem fez o roteiro e adaptação para o palco foi o ator e roteirista Danilo Monteiro”, detalhou Edyr.

 

Os atores estão empolgados com os ensaios. “Contar histórias é sempre muito bom, mas contar uma história tão próxima a nossa realidade, tão cheia de sentimento, tão visceral e tão política, especialmente em meio a este momento do país, vai ser um imenso privilégio”, disse o advogado e ator do espetáculo, Vyctor Trindade.

 

A ópera conta com elenco por volta de 22 pessoas, mas ainda está em fase de finalização das audições para fechar o elenco. A produção do espetáculo está realizando workshop para os artistas que participarão da ópera. "Essa é a primeira ópera Rock autoral, feita com músicas da banda Álibi de Orfeu. Ela é toda original, tanto roteiro quanto às músicas. É uma satisfação muito grande poder trabalhar com a banda, são amigos queridos, são artistas que eu admiro muito, artistas da nossa terra e a emoção de construir um trabalho junto com eles é sem igual. Não consigo medir o que significa para mim, enquanto artista", concluiu Bel Lobato.

 

O espetáculo será apresentado no primeiro semestre de 2020.
 

Contato: (91) 98406-5841.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O que mais você gostou no Círio 2021

6.9%
6.9%
44.8%
31.0%
10.3%