-
22/03/2020 às 09h44min - Atualizada em 22/03/2020 às 09h44min

Pessoas em situação de rua serão abrigadas no Mangueirão

Governador anunciou medida em nova coletiva de imprensa na tarde deste sábado (21)

Agência Pará
Com edição do belem.com.br
O maior templo do futebol no Pará será usado para ajudar pessoas em situação de rua (Foto: Agência Pará)
    
Em nova entrevista coletiva realizada na tarde deste sábado (21), o governador do Estado, Helder Barbalho, informou que a partir deste domingo (22), o Governo do Pará inicia ações para abrigar pessoas em situação de rua, em espaço preparado no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão. O objetivo é adotar a mesma estratégia, em espaços semelhantes, nos municípios-polos do interior. 

“A Seaster (Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda) fará o cadastramento dessas pessoas, para que fiquem numa estrutura que iremos organizar no Mangueirão para abrigá-las. Já falei com a Secretaria de Esportes (Seel), e a direção do Mangueirão está se reunindo com a Polícia Militar. Escolhemos lá porque tem bastante banheiro, tem vestiários, é um espaço amplo e com áreas ao ar livre. Portanto, diminui o risco de transmissão viral”, reiterou Helder Barbalho.

O governo também já solicita doações de cestas básicas para ajudar na assistência a essas pessoas. Os alimentos podem ser entregues diretamente pela entrada do portão B, no próprio Mangueirão.

Ampliação da rede hospitalar – O chefe do Executivo estadual também anunciou que tomará alguns procedimentos para acelerar o processo de licitação e contratação de mão de obra e entregar, o mais rápido possível, os hospitais Regionais de Itaituba (no oeste), Castanhal (Região Metropolitana de Belém) e de Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira. Helder Barbalho explicou que a decisão foi tomada a partir do avanço da pandemia de Covid-19 no Brasil (que já tem casos de contaminação comunitária), e tem o respaldo do decreto de calamidade pública.

“Pretendemos antecipar o cronograma e diminuir a burocracia, para que eles passem a funcionar logo e, assim, ampliarmos nosso atendimento. É inevitável que estejamos preparados para a ampliação desses números de casos”, ressaltou.

Oferta de água - A Companhia de Abastecimento do Pará (Cosanpa) deve anunciar a criação de um programa para incentivar a população a armazenar água em reservatórios. A medida é preventiva, a fim de evitar a interrupção no abastecimento em momentos mais rigorosos de medidas contra a pandemia.

O governador lembrou ainda que neste sábado (21) foi entregue a primeira etapa de ampliação da Estação de Tratamento Bolonha (ETA), que abastece 65% dos usuários de Belém e parte de Ananindeua. O aumento da oferta de água beneficiará cerca de 900 mil pessoas.

Campanha de vacinação – Helder Barbalho retificou as datas do calendário nacional de vacinação contra a gripe, reforçando que no Pará será descentralizado. Haverá vacinação nas Unidades Básicas de Saúde, e ainda em farmácias, supermercados e shoppings. Nestes, o atendimento será feito nas áreas de estacionamento. A orientação serve para todo o Estado.

Na ocasião, o governador também avisou que tomaria medidas contra um voo vindo do Suriname, que pousaria em Belém, na noite deste domingo, mas, agora pela manhã, informou, pelas redes sociais, que o voo foi cancelado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.0%
1.4%
3.0%
1.1%
57.8%