-
08/09/2020 às 08h55min - Atualizada em 08/09/2020 às 08h55min

Setembro continuará com bastante calor e poucas chuvas no Pará

Esse período acende um alerta para quem sofre com problemas respiratórios

Agência Pará
Com edição do Belém.com.br
Setembro é o mês mais quente do ano segundo o boletim. (Foto: André Tambucci/Fotos Públicas)
    
O tempo quente presenciado neste final de semana deve se repetir por todo o mês de setembro. Segundo projeção da Rede de Previsão Climática e Hidrometeorológica do Pará (RPCH), este mês continuará com bastante calor e poucas chuvas, favorecendo a sensação de desconforto térmico na vida dos paraenses.


O boletim climatológico do RPCH, coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) em parceria com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), destaca setembro como o mês mais quente do ano.

O
 meteorologista Frank Baima chama atenção para as irregularidades das chuvas nesse período. “No caso particular da região metropolitana de Belém, a sensação térmica deverá ser potencializada pelo fenômeno de ilhas de calor. Além disso, há probabilidade de episódios isolados de eventos extremos, como aquelas chuvas rápidas em forma de pancadas, que podem vir acompanhadas de rajadas de ventos e trovoadas”, afirmou o profissional da Sema.

Faixa Central e Sul

É esperado tempo quente e seco, especialmente na primeira quinzena de setembro, para a região sudeste paraense, onde as temperaturas máximas devem chegar em torno de 38ºC. No entanto, eventos de chuvas devem retornar a partir da segunda metade do mês, sendo mais frequentes no sudoeste do Pará.

Os acumulados pluviométricos devem variar entre 10 a 50 mm no sudeste e atingir valores em torno de 50 e 100 mm no sudoeste. Nestas áreas, os baixos valores de umidade do ar criam situações de alerta para as pessoas que sofrem com problemas respiratórios associados ao clima seco.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Você concorda com o adiamento das eleições municipais para novembro?

85.6%
14.4%