-
23/09/2020 às 20h10min - Atualizada em 23/09/2020 às 20h10min

Em Parauapebas, petição questiona valor de empréstimo milionário

A campanha vem mobilizando os cidadãos do município nos últimos dias.

Claudiane Santiago / Equipe Belém.com.br
Convertida em moeda nacional, o valor emprestado fica em R$ 371 milhões. (Foto: Rômulo Carmona)
      
A campanha ‘Diga não à corrupção: Darcy, devolve os 70 milhão’ vem mobilizando 
os cidadãos de Parauapebas nos últimos dias. O movimento cobra a devolução do empréstimo de U$ 70 milhões feito pela prefeitura do município junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), sob a justificativa de investir no Programa Municipal de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem, Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

O abaixo-assinado foi protocolado no Ministério Público Federal e entregue ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, em Brasília, pelo morador Júlio César. Desde segunda-feira (21), a campanha está percorrendo os bairros da cidade de Parauapebas para recolher assinaturas. O registro também pode ser feito na internet, por meio de uma
petição eletrônica.

Convertida em moeda nacional, o valor emprestado fica em R$ 371 milhões que deverá ser pago nos próximos seis anos, distribuídos em R$ 61 milhões anuais e R$ 5 milhões mensais. “A indignação do povo é saber que Parauapebas tem recurso suficiente para fazer a obra. Não precisa de um empréstimo milionário que será quase impossível de se pagar porque vai comprometer a máquina pública, que já vem apresentando déficit ao longo dos anos”, comenta Júlio César, autor da iniciativa.

Dados do Portal da Transparência mostram que Parauapebas arrecadou cerca de R$ 5,5 bilhões nos últimos cinco anos. Apesar da quantia elevada, um estudo do Conselho Federal de Administração (CFA), sobre o Índice de Governança Municipal (IGM), revela que o município está com a 6º pior colocação entre as cidades mais ricas analisadas. O índice apresentado foi de 3,96.

“Diante disso, fica o que questionamento: qual a vantagem de fazer o empréstimo? Nenhuma. Parauapebas não precisa de empréstimo, precisa de políticas públicas eficientes para seus mais de 200 mil habitantes, começando pela responsabilidade e compromisso com o dinheiro público”, comenta o morador Júlio César.

Serviço
Campanha “Diga não à corrupção: Darcy, devolve os 70 milhão”
Quinta-feira (24): Complexo Altamira
Sexta-feira (25): Bairros da Paz e Rio Verde
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Em meio à pandemia da covid-19, você se sente seguro para ir votar no dia 15 de novembro, 1º turno das Eleições 2020?

15.4%
80.8%
3.8%