-
29/09/2020 às 14h00min - Atualizada em 29/09/2020 às 14h00min

Polícia Civil e Semma resgatam gato maracajá ameaçado de extinção

O animal foi encontrado amarrado e com ferimentos pelo corpo

Da redação do Belem.com.br
A Polícia Civil está investigando quem cometeu o crime ambiental. (Foto: Reprodução)
   
A Polícia Civil e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Soure resgataram um felino de pequeno porte nesta última segunda-feira, 28. Localizado após uma denúncia de moradores da comunidade do Bacuri, de Cachoeira do Arari, na Ilha de Marajó, o animal foi encontrado amarrado e com ferimentos pelo corpo.


Ameaçado de extinção pela destruição do próprio habitat, caça ilegal e área de distribuição restrita, o gato maracajá foi resgatado em uma operação que durou aproximadamente três horas. Ao chegar no local, a equipe encontrou o animal amarrado com uma corda no pescoço, as patas feridas e bastante abatido, mantido em situação aparentemente de cativeiro.
 
A Polícia Civil está investigando quem cometeu o crime ambiental. A proteção da fauna está prevista na Constituição e na Lei nº 9.605/98. A legislação proíbe matar, perseguir, caçar, apanhar e utilizar espécimes da fauna silvestre sem autorização ou licença, podendo acarretar em prisão e multa.

O felino vai ficar sob os cuidados da Secretaria Municipal de Meio Ambiente até apresentar as condições ideais para soltura. Durante o processo de gestação do gato maracajá normalmente1 filhote nasce, ocorrendo raramente o nascimento de gêmeos, o que compromete a manutenção da espécie.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.8%
2.7%
2.2%
4.6%
14.4%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%