-
23/10/2020 às 15h30min - Atualizada em 23/10/2020 às 15h30min

Município de Novo Repartimento investe em pavimentação asfáltica

Moradores do bairro da Vila Marabá ganharam ruas asfaltadas

Fernanda Cavalcante
O município já contabiliza mais de 20 quilômetros de asfaltos realizados. (Foto: Maurício Diniz)
    
A cidade de Novo Repartimento, no sudeste do estado, recebeu mais uma etapa do processo de pavimentação asfáltica da gestão municipal. Com a finalização da obra no bairro da Vila Marabá, na última quinta-feira (22), o município já contabiliza mais de 20 quilômetros de asfaltos distribuídos pelas ruas e vias da zona urbana e rural.

Morador há 18 anos da rua Jatobá, em Vila Marabá, seu Fogoió fica contente em ver a rua asfaltada. “Todo mundo sonhava em sair dessa poeira um dia e, graças a Deus, se realizou e está aqui ó, o asfalto na frente da nossa casa. Só tenho que agradecer a Deus e depois ao nosso prefeito Amizade”, relata.

Para dona Irenita Rodrigues, 61 anos, este dia ficará marcado como um momento de muita felicidade. “Hoje é um dia muito feliz na minha vida. Estou há mais de 20 anos aqui nessa poeira e hoje podemos ver o chão preto passando na nossa rua. É uma felicidade muito grande e eu agradeço o prefeito, porque se não fosse ele, nós ficaríamos na poeira ainda por muito tempo. Agora vai melhorar porque aqui o pessoal caía de moto, quebrava carro porque isso aqui ficava tudo esburacado e agora não vai mais acontecer isso”, contou a dona de casa.

“Tem horas que a gente não pode nem explicar o prazer que tem. O que a gente não esperava chegou, porque eu não esperava mais asfalto aqui. Agora eu acredito porque teve o Amizade para fazer e se a palavra é “amizade”, a gente pode dizer que com Amizade nós podemos obter a estrada”, afirmou seu Miguel do Vale, 77 anos, morador da rua Jatobá há 28 anos.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Com o aumento do número de casos e internações por covid-19 nos hospitais de Belém, você estaria de acordo com a adoção de ações mais rígidas para controlar um novo pico da doença na cidade?

50.0%
37.5%
12.5%