-
12/09/2019 às 14h25min - Atualizada em 12/09/2019 às 14h25min

Pará também celebra o Setembro Verde

Objetivo da campanha é estimular a doação de órgãos e tecidos

Portal Belém
O secretário Alberto Beltrame ressalta a importância de se comunicar à família, em vida, o desejo de doar órgãos (Foto: José Pantoja/Ascom Sespa)
Durante todo o mês de setembro é celebrado, em todo o País, o “Setembro Verde”, que incentiva e conscientiza sobre a Doação de Órgãos no Brasil. A data é comemorada no dia 27 deste mês e é marcada por campanhas incentivadas principalmente pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.  No Pará, onde 1.124 pacientes estão na lista de espera por um órgão, a Central de Transplantes de Órgãos, da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) está realizando ações para tratar da questão, em parceria com vários órgãos.
 
O Secretário de Estado de Saúde do Pará, Alberto Beltrame, afirma que campanhas como essa demonstram a importância da doação, afirmando ainda que é necessário que as pessoas tenham mais acesso a informações sobre transplantes de órgãos.
 
“Esse é o momento propício para se conversar com a família sobre doação de órgãos, pois não existe transplante sem a palavra final dos da família. Por isso, devemos falar em vida, demonstrar interesse, e não esperar pelos momentos mais doloridos”, explica o secretário.
 
A Central de Transplantes coordena todos os processos de doação, captação e transplantes de órgãos e tecidos; cadastra equipes, hospitais e clínicas para realização de transplantes; monitora e supervisiona o Sistema de Lista de Espera de acordo com a legislação federal. Todo o processo de registros e informações das doações e transplantes ocorre em conexão com o Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde.
 
No Pará são realizados transplantes de rim e córnea nos hospitais Ophir Loyola (córnea e rim); Saúde da Mulher (somente rim, porém já credenciado o de medula óssea para convênios e particulares); Hospital Universitário Betina Ferro (córnea pelo SUS – Sistema Único de Saúde); Clínica Cynthia Charone (córnea, com atendimento privado e pelo SUS), além de algumas clínicas privadas credenciadas para transplante de córnea. No interior do Estado, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, e o Hospital Regional do Araguaia, em Redenção, realizam transplantes de rim.
 
A programação completa do Setembro Verde no Estado, você encontra aqui.  
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

77.8%
22.2%