-
17/09/2019 às 13h31min - Atualizada em 17/09/2019 às 13h31min

Teatro Waldemar Henrique completa 40 anos de história

O aniversário é marcado por uma extensa programação gratuita, de 17 a 22 de setembro

Portal Belém
Assessoria de Comunicação da Fundação Cultural do Pará
Fundado na Belém de 1979, a casa já foi cinema, museu e até sede bancária (Foto: Divulgação/FCP)
O Teatro Experimental Waldemar Henrique completa 40 anos nesta terça-feira (17). Em comemoração a este marco histórico para a arte paraense, a Fundação Cultural do Pará (FCP) promoverá no Waldeco – como carinhosamente é chamado no meio cultural – uma extensa programação gratuita, de 17 a 22 de setembro. Os ingressos serão disponibilizados duas horas antes de cada espetáculo.

Fundado na Belém de 1979, a casa – que já foi cinema, museu e até sede bancária – cumpriu desde seu nascimento o compromisso de celebrar grupos de teatro experimental da região. “Era uma produção artística comprometida em buscar novas experiências com a linguagem cênica, na ambição de uma cena crítica e poética que se relacionasse com a cidade”, contextualiza Márcia Yamada, diretora do teatro. “Por isso o Waldeco tem uma ligação afetiva, um amor; existe um sentimento de pertencimento real por toda a história de luta que envolve a conquista deste espaço tão importante até hoje para os que fazem cultura e que tem o Teatro Experimental Waldemar Henrique como sua casa”, explica. 

De lá para cá, não só a dramaturgia encontrou espaço no seu palco. A música, a poesia e a dança também são linguagens de forte presença no icônico prédio. Dentro da programação de aniversário, as diferentes manifestações estarão presentes com representantes de várias gerações. “Grupos de teatro como o Gruta e compositores como Pedrinho Cavallero e José Luiz Maneschy, entre muitos outros, podem contar e recontar esses momentos que mantêm viva a memória do Waldeco”, antecipa Márcia.

Confira a programação completa:

17/09 – 19h – Abertura oficial da semana comemorativa dos 40 anos do Teatro Experimental Waldemar Henrique, com a presença do presidente da Fundação Cultural do Pará, demais autoridades e público em geral.

Abertura da exposição “Fazendo da Vida uma Canção”, da classe hospitalar do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo. A classe Hospitalar é composta de crianças em tratamento de câncer em Belém e que este ano trabalhou com a obra do Maestro Waldemar Henrique. A mostra será composta de pinturas e desenhos relacionados à obra do maestro.

Henrique da Paz – Grupo Gruta de Teatro – Waldeco 40 anos

Andrea Pinheiro e Trio Andaluz – Show Canções de Waldemar. A renomada cantora Andrea Pinheiro, cujo trabalho sobre a obra de Waldemar Henrique resultou em CD, apresenta canções do maestro acompanhada de Luiz Pardal e Jacinto Kahwage, somados à percussão de Paulinho Assunção.

18/09 –19h – Mostra de dança Studio Corpo em Movimento, com participações especiais das escolas de dança Ballare, Clara Pinto e Ribalta

19/09 – 19h – Léo Meneses – Show In “CONCERTO” – Acompanhado do maestro Tynnoco Costa, Léo Meneses canta clássicos da música nacional, internacional, de Cole Porter a Waldemar Henrique, valorizando as obras com muito bom humor e virtuosismo.

20/09 – 10h – A escola e a classe hospitalar farão uma visita monitorada ao Teatro Waldemar Henrique e apresentarão algumas canções do maestro.

11h – Grupo Camapu apresenta Show de Marionetes. O show é um "varietê", reunindo oito personagens dos camapus em cinco performances inéditas e três performances clássicas. O contato direto com o público é fundamental para a construção das marionetes criadas pelo grupo.

20h – Grupo Gruta de Teatro apresenta “A Casa do Rio”. Bebendo na fonte mítica de realismo fantástico tão própria da região, o espetáculo traz a vida de três mulheres que vivem presas há anos em uma casa sobre o rio. Sabendo que é o dia do encantamento, as três terão que mergulhar em seus passados e revisitar dores, amores, paixões e sabedorias ancestrais para buscar a coragem e a transformação necessárias para se libertar. O texto do dramaturgo Adriano Barroso é a 38º peça montada pelo Grupo Gruta. No elenco, Astréa Lucena, festejada atriz paraense com mais de 30 anos de carreira, e as talentosíssimas Monalisa da Paz e Waléria Costa. O espetáculo é dirigido por Henrique da Paz, fundador do Grupo Gruta.

21/09 – 20h – Cia de Atores em Cena apresenta “Buarque-se”. É um espetáculo baseado nas obras e músicas de Chico Buarque de Hollanda, um roteiro original escrito para unir os diversos personagens que fazem parte das obras desse grande artista. 50 atores em cena dão vida a figuras já conhecidas pelo grande público: Guri, Geni, Nancy, Joana e Jasão, Celavi, todos reunidos na cidade de Santa Iolanda. Dirigido por Gê Souza e Alexandre Silva, iluminação de Sônia Lopes, tem texto de Bruce Larrart, Sérgio Sales e Gê Souza. Foi escolhido o espetáculo destaque de 2018 pelo Baile dos Artistas.

22/09 – 11h – Cia Luzes de Teatro apresenta “A lenda da Espada de Prata”, a história de um bruxo que rapta a espada de um príncipe e ao mesmo tempo joga-lhe um feitiço que o transforma em bode. O espetáculo brinca com os conceitos de belo e feio, certo e errado, além de valores como honestidade e humildade – sempre com muito humor.

19h – Pedrinho Cavallero, Cesar Escócio, Alfredo Reis, Armando Hesketh e Albery de Albuquerque Jr, músicos, intérpretes e compositores – Show Feira de Música – 40 Anos.  A remontagem tem grande peso simbólico, pois foi o primeiro show de música apresentado no Waldeco. Um espetáculo repleto de lembranças e amor.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O que mais você gostou no Círio 2021

0%
5.3%
52.6%
31.6%
10.5%