-
19/09/2019 às 12h30min - Atualizada em 19/09/2019 às 15h42min

A importância do sono para o aprendizado

O sono é a principal fonte para ajudar no aprendizado

DINO
https://colegiosapiencia.com.br/
Cerebro centralizado ao fundo soneca na escola Sapiencia


A aprendizagem é uma atividade cognitiva, que engloba o conhecimento, o processo mental de percepção, a memória e o raciocínio. E se a aprendizagem ocorre a partir da solidez da memória, o sono é fundamental no processo.

As pessoas passam um terço da vida dormindo e muitos falam "que é uma perda de tempo". Porém a qualidade de vida e a longevidade dependem de boas noites de sono.

Durante o sono as proteínas são reduzidas para manter ou expandir as redes neuronais ligadas à memória e ao aprendizado. Quando se está dormindo nosso cérebro manda comandos para liberar hormônios que interferem no bem-estar e trazem um sono tranquilo.

Sem noites tranquilas de sono, a capacidade de concentração, humor e disposição são afetados trazendo prejuízo no processo de aprendizado em sala de aula. Somente na 3 fase do sono o cérebro armazena atividades intelectuais (como o que se aprende em sala de aula).

Com isso, pode-se dizer que o sono é FATOR FUNDAMENTAL para o aprendizado.

A qualidade do sono afeta diretamente as funções intelectuais e artísticas de modo decisivo, regulando as forças mentais durante o período ativo do dia e armazenando o conhecimento e as experiências valiosas da pessoa enquanto ela dorme.

Os adolescentes passam por um atraso no relógio biológico de sono e vigília onde o corpo quer ficar acordado até mais tarde e acordar mais tarde.
O hormônio do sono (melatonina) que é liberado com a diminuição da luz solar fica atrasado nessa fase, o que causa problemas para os adolescentes na escola.

A National Sleep Foundation (organização sem fins lucrativos dos EUA que promove estudos sobre o sono) recomenda que os adolescentes durmam, no mínimo, 8 horas por dia. Segundo pesquisa, adolescentes que dormem menos tempo podem apresentar uma ou mais dessas características relacionadas à alteração do sono e vigília:
• Sedentarismo;
• Uso excessivo de computadores, videogames e mídias digitais por mais de 3 horas por dia;
• Fumam maconha ou cigarros ou consomem álcool;
• Depressão por pressões acadêmicas.

Curiosidade:
Thomas Edison falava muito em noite perfeita, que ela deveria fornecer o máximo de energia para um novo dia de trabalho criativo e sem consumir tempo em excesso.
Leonardo da Vinci acordava antes do resto da humanidade, mas reservava quinze minutos de sono a cada duas horas. O pintor conseguiu assim encarar seus desafios com a mente descansada.
Albert Einstein determinou ser a luz a única constante do universo, mas gostava mesmo era de penumbra. Ele dormia dez horas por noite e, a cada ideia nova, se premiava com uma hora extra na cama. O que os três gênios buscavam era uma boa rotina noturna capaz de prover combustível a suas mentes brilhantes. Hoje a medicina está explicando os efeitos notados por Thomas Edison, Leonardo Da Vinci e Albert Einstein.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.9%
2.6%
2.2%
4.7%
14.5%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%