-
22/04/2021 às 14h00min - Atualizada em 22/04/2021 às 14h00min

Congresso discutirá transtorno do espectro autista nesta sexta-feira (23)

Evento será virtual e gratuito, com participação de especialistas da área

Agência Pará
Com edição do Belem.com.br
Atividade tem o objetivo de disseminar o conhecimento sobre o autismo. (Foto: Freepik)

          
A primeira edição do Congresso Pará ConTEA ocorre nos dias 23 e 24 de abril com programação virtual, transmitida pelo
canal do Governo do Pará. O evento é voltado para profissionais, pesquisadores, estudantes, pais e familiares de pessoas com autismo interessados em ampliar os seus conhecimentos sobre o transtorno. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui.

A programação é alusiva ao mês de conscientização sobre o TEA, o congresso será conduzido pela Coordenação Estadual das Políticas para o Autismo (Cepa), da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), e (CIIR), do governo do Pará. A atividade tem o objetivo de disseminar o conhecimento sobre o autismo, com base nas práticas com evidências científicas, além de favorecer o intercâmbio científico em diferentes áreas, como saúde, educação, trabalho, assistência social e direitos. 

Programação

Na abertura do congresso, que ocorrerá nesta sexta-feira (23), às 17h50, serão abordadas questões sobre a nova Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Autismo, como também sobre a rede de atendimento. Serão destacadas as providências já tomadas pelo governo do Estado por meio de ações inclusivas que integram a Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Peptea), instituída pela Lei nº 9.6061, sancionada em maio de 2020, pelo governador Helder Barbalho.

Confira o que vai ocorrer no primeiro dia de programação (23/04):

17h50: Apresentação do evento com a advogada Nayara Barbalho, especialista em Autismo, membro da comissão especial do Autismo do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) e coordenadora de Políticas Públicas para o Autismo do Estado do Pará.

18:00 às 19:00 – “Intervenções baseadas em evidências científicas para o TEA no SUS” – Flávia Neves, psicóloga e doutoranda em análise de comportamento aplicada ao autismo/ Mediadora: Andréa Farias, psicóloga, doutora e mestra em teoria e pesquisa do comportamento pelo Programa de Teoria e Pesquisa do Comportamento da Universidade Federal do Pará (PPGTPC/UFPA).  

19:00 às 20:00 – “Mitos x verdades sobre o Autismo” -  Paulo Liberalesso, neuropediatra,  mestre em Neurociência e doutor em Distúrbios da Comunicação/  Mediadora: Joelma Paschoal, médica pediatra, mestre e doutora em Neuropediatria.

20:00 às 21:00 - “Mesa redonda: Aspectos clínicos do Transtorno do Espectro Autista” -  Carlos Gadia, médico neuropediatra, especialista em autismo, e Amira Figueiras, doutora em pediatria/ Mediadora: Helena Feio, neuropediatra.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.3%
1.4%
3.1%
1.0%
57.6%