-
03/05/2021 às 10h14min - Atualizada em 03/05/2021 às 10h14min

Brasil recebe mais 2 milhões de dose da vacina AstraZeneca

Ministério da Saúde dá prazo de até 48h para distribuição da vacina

Agência Brasil
Com edição do Belem.com.br
O Ministério da Saúde prevê a chegada de 42,5 milhões de doses até o final deste ano. (Foto: Ministério da Saúde)
             
O Brasil recebeu, neste final de semana, mais 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford. As doses serão distribuídas em até 48h, segundo o ministro da saúde, Marcelo Queiroga. 1,7 milhão de doses já estavam em posse do Ministério da Saúde, que, somado ao que já foi recebido, totalizam cerca de 4 milhões de unidades do imunizante.


As vacinas chegaram pelo Aeroporto de Guarulhos, onde fica a Coordenação de Armazenagem e Distribuição Logística de Insumos Estratégicos para a Saúde (COADI) do Ministério da Saúde. De Guarulhos, essas doses serão distribuídas aos estados e municípios por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Iniciativa

O Ministério da Saúde ressaltou a importância das vacinas e do acordo feito com o consórcio Covax Facility para combater a pandemia. “O Brasil aderiu a essa iniciativa [Covax Facility] em outubro de 2020 e alocou US$ 150 milhões para ter uma cobertura de 10% de sua população. Já devíamos ter recebido essas doses desde janeiro. Todavia, em função da dificuldade com vacinas em todo o mundo, só estamos recebendo agora. Mas isso é um grande avanço porque significa ampliação de nossas relações com a Organização Mundial de Saúde”, disse o ministro Marcelo Queiroga.


Segundo o Ministério da Saúde, outras doses da vacina Oxford/AstraZeneca e da Pfizer/BioNTech devem chegar ao Brasil ainda neste semestre, por meio do mecanismo Covax/Facility. No total, o contrato do Ministério da Saúde com a aliança global prevê a entrega de 42,5 milhões de doses de vacina até o final deste ano.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.3%
2.9%
3.1%
2.0%
5.2%
13.7%
1.5%
2.5%
1.1%
58.7%