-
05/05/2021 às 10h58min - Atualizada em 05/05/2021 às 10h58min

Dia Internacional da Língua Portuguesa tem programação especial; confira

Data é celebrada pelo Museu da Língua Portuguesa hoje (5)

Agência Brasil
Com edição do Belem.com.br
Ao longo de todo o dia, a data será comemorada com programação online. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
              
O português é a quinta língua mais falada do mundo, por mais de 280 milhões de pessoas em nove países e é também a segunda mais falada na internet. O idioma é celebrado hoje (5), no Dia Internacional da Língua Portuguesa. A data será comemorada com uma programação especial do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. O evento será online, com lives e exibição de vídeos. A programação digital terá mesas com convidados internacionais.

Esta é a quinta edição da programação comemorativa pelo Dia Internacional da Língua Portuguesa. Desde o ano passado, com as medidas de isolamento social, a programação cultural migrou para o ambiente virtual, que proporcionou também uma conexão mais ampla com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Os eventos online podem ser acessados pela 
página do museu no Facebook e também no perfil do museu no YouTube. A programação completa dos eventos no site do Museu da Língua Portuguesa. Nas lives, haverá tradução simultânea em Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Todos os vídeos exibidos terão legenda.

Programação

Quarta-feira (5) -  Dia da Língua Portuguesa: ao longo de todo o dia, a data será comemorada com programação online nas redes do Museu da Língua Portuguesa, tendo como anfitrião o ator e MC Eugênio Lima. Confira abaixo a programação completa:

11h – Nós da língua portuguesa do mundo:

Debate entre escritores de diferentes países de língua portuguesa sobre esse idioma que continua se reinventando, em sua imensa diversidade. Convidados: Mia Couto (Mocambique), José Eduardo Agualusa (Angola) e Inês Pedrosa (Portugal). Mediação: Roberto Pinho.  

Pílula – Eu de cá e tu de lá:  Exibição de vídeo de brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique. 

13h – Bailão das Letras: o funk e a literatura – Ao vivo:

Criadores de conteúdo no Instagram desafiam os preconceitos contra o funk e mostram sua relação com a literatura no dia a dia. Com Funkeiros Cults (Dayrel Teixeira), Se Poema Fosse Funk (Murilo Lense) e Jeferson Delgado (Favelabusiness) com mediação de Andreza Delgado (PerifaCon).

Pílula – Eu de cá e tu de lá: Exibição de vídeo com brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique. 
 
15h – As línguas do Brasil – Ao vivo:

Neste encontro virtual, os escritores Geovani Martins e Amara Moira, junto com a pesquisadora e curadora de Literatura Indígena Julie Dorrico, falam sobre as variedades, influências e resistências expressas nos falares brasileiros. Mediação: Marcelino Freire. 
Pílula – Eu de cá e tu de lá: Exibição de vídeo de Brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique. 

17h – Língua Solta – Ao vivo:
Os curadores Moacir dos Anjos e Fabiana Moraes apresentam a exposição temporária Língua Solta, criada para a reabertura do Museu da Língua Portuguesa.   

17h10 – Performance de Tom Zé – Língua Solta:

O compositor Tom Zé realiza uma performance criada com exclusividade a partir do seu olhar sobre a exposição Língua Solta.

18h – Maria Bethânia lê “Os Argonautas”:

Encerramento institucional, com Marília Bonas, diretora técnica do Museu da Língua Portuguesa. Na sequência, para encerrar a programação, em vídeo gravado com exclusividade para o Museu da Língua Portuguesa, a cantora Maria Bethânia lê a canção de Caetano Veloso inspirada no poema de Fernando Pessoa, marcado pelos versos “Navegar é preciso / Viver não é preciso”.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.1%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%