-
26/09/2019 às 14h37min - Atualizada em 26/09/2019 às 15h20min

5 erros mais comuns na busca pelo autodesenvolvimento profissional

Especialista destaca a importância do profissional assumir o protagonismo na carreira.

DINO
https://etalent.com.br/


Obstáculos fazem parte da trajetória de qualquer profissional. Porém, a pergunta que fica é: como encontrar formas de continuar evoluindo mesmo com todas as dificuldades que vão aparecer pelo caminho?

"Em processos de autodesenvolvimento da carreira, o indivíduo precisa assumir diretamente a responsabilidade pela sua evolução, além de adotar uma postura condizente voltada ao aprendizado continuado", afirma Jorge Matos, presidente da ETALENT (https://etalent.com.br).

Pensando nisso, preparamos uma lista com os cinco erros mais comuns que acontecem em uma jornada de autodesenvolvimento profissional.

1. Não definir objetivos

Uma das etapas essenciais na busca pelo autodesenvolvimento é estabelecer devidamente os objetivos da carreira.

"Aqui não estamos falando apenas das metas profissionais, mas também das ambições gerais que envolvam sua vida e seu futuro. Quando não se sabe para qual direção rumar para incrementar a sua situação atual, o autodesenvolvimento fica mais distante", alerta Jorge Matos.

Segundo o especialista, quem tem objetivos em mente passa a ter mais disposição e foco para encarar as dificuldades cotidianas.

2. Cair na tentação do imediatismo

Para um profissional que já sabe bem o que quer alcançar, nada mais recompensador do que ser reconhecido como um dos melhores naquilo que se faz. Porém, dificilmente tal objetivo será atingido logo no começo da sua trajetória.

"Afinal, todo processo de autodesenvolvimento funciona por meio da evolução gradativa. Esperar que tudo ocorra com facilidade e rapidez levará à frustração", aponta Jorge Matos.

Desse modo, o especialista recomenda deixar o imediatismo de lado e fazer o seu melhor em tudo o que se envolver que os resultados aparecerão naturalmente para quem se esforçar.

3. Não ter prioridades

Um equívoco bastante comum, e que se relaciona ao tópico anterior, é o desejo que muitos profissionais têm de alcançar vários objetivos de uma só vez, sem estabelecer prioridades concretas.

"Apesar de sermos habilitados, como seres humanos, a realizar várias tarefas ao mesmo tempo, tal prática evidencia o fato de que é impossível dar o nosso melhor em todas elas simultaneamente. Assim, priorize uma de cada vez, dedicando atenção e foco, e seus esforços produzirão resultados mais bem acabados", ressalta Jorge.

4. Culpar os outros

Sabotagens e utilização de critérios duvidosos em meios coletivos, como o ambiente de trabalho, são erros que costumam ocorrer na vida de muitos profissionais.

"Contudo, de modo geral, o único responsável por tudo de bom que acontece em sua vida é você. Desse modo, procure não culpar os outros quando algo der errado. Isso porque assumir os seus erros, além de inspirar respeito por parte dos colegas, vai ajudá-lo a refletir sobre eles", lembra Jorge.

5. Não procurar ajuda

Encontrar obstáculos na busca pelo autodesenvolvimento não é exatamente animador. Porém, é fundamental que o profissional tenha em mente que existem meios de enfrentar seus defeitos e buscar ajuda.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

77.8%
22.2%