-
26/09/2019 às 21h31min - Atualizada em 26/09/2019 às 21h31min

São Cosme e Damião movimentam o 27 de setembro

Tradição tem lugar nas religiões católica e de matriz africana

Jammylle Araújo (Estagiária do Portal Belém, com revisão da jornalista Elck Oliveira - DRT 1847)
Jamylle Araújo
Na casa de Alda Cruz, muitas doações ajudam a fazer o dia de meninos e meninas ainda mais feliz (Foto: Reprodução/Facebook)
Saquinhos personalizados e recheados com pipocas, chicletes, pirulitos e uma diversidade de doces coloridos são avistados nas mãos de várias crianças no decorrer do dia 27 de setembro, quando é celebrado o dia de São Cosme e Damião. Nesta sexta-feira, portanto, é dia de ver meninos e meninas correndo pelas ruas dos bairros, com olhares atentos e prontos para receber as guloseimas de devotos e pagadores de promessa dos santos gêmeos.
 
A dona de casa Alda Cruz, de 57 anos, mantém a tradição de distribuir doces há 23 anos no bairro onde mora, Campina de Icoaraci, distrito de Belém. Ela conta com a ajuda do marido e filha para a preparação. “Começamos por fé aos nossos guias, pois, na época, a nossa situação financeira era precária. E hoje, não distribuímos só bombons, distribuímos roupas para crianças e adultos e brinquedos”, conta.
 
Do pequeno ato de fé e devoção surgiu algo grandioso, pois, hoje, dona Alda recebe doações de amigos e pessoas que se dispõem a ajuda-lá na realização. Para organizar tudo, ela começa a se preparar dois dias antes, com a distribuição de 500 senhas. A dona de casa ainda prepara 200 a mais porque a cada ano aumenta o número de pessoas que procuram a casa da devota. 
 
Apesar de já estar há 23 anos realizando esse ato, todos os anos, o sentimento continua o mesmo. “Fico muito ansiosa e feliz. Me torno até chata porque só falo nisso”, diverte-se Alda.
 
A estudante de Ciências Sociais Anaclara Mata, de 17 anos, recorda o Dia de São Cosme e Damião com um sentimento nostálgico, lembrando com carinho dos momentos vividos no bairro do Marco, no qual cresceu, e onde percorria as ruas com os seus vizinhos, batendo de porta em porta.
 
“Todo ano ia com os meus vizinhos, saíamos depois almoço e voltávamos só no final da tarde, cheios de sacos com bombons. E quando chovia, deixava tudo mais divertido”, lembra a estudante saudosa.
 
“Hoje, tenho o entendimento do porquê da doação dos bombons e admiro muito a fé das pessoas”, completa Anaclara.
 
História - O Dia de São Cosme e Damião é comemorado nos dias 26 (para os católicos) e dia 27 (para o Candomblé e a Umbanda), no mês de setembro.

Cosme e Damião eram irmãos gêmeos, médicos e viviam na Ásia Menor. Eles praticavam a cura em pessoas e animais, sem cobrar pelo serviço. Eles são considerados padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.
 
Nas religiões de matriz africana, eles são conhecidos como orixás Ibejis, filhos gêmeos de Xangô e Iansã. Apesar de terem histórias parecidas, são figuras diferentes, caracterizando o sincretismo religioso.
 
Os irmãos também são considerados protetores dos gêmeos e das crianças, por isso, seus devotos criaram costume de distribuir doces para homenageá-los ou cumprir promessas.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%