02/03/2022 às 13h31min - Atualizada em 02/03/2022 às 13h31min

Abertura da Pesca do Mapará, no baixo Tocantins, foi uma festa

O momento marca o fim do período de defeso

Rosa Borges
A abertura da Pesca do Mapará ocorreu no início desta semana. (Foto: Alayna Navegantes)
                                                                                   
Os municípios do Baixo Tocantins, viveram neste 1º de março um dia de festa, com grande mobilização pela tão esperada abertura da Pesca do Mapará, uma das espécies de pescado mais saborosas e abundantes nos rios da região. Após quatro meses, chega ao seu final o período de defeso, que garante a reprodução dessa e de outras espécies, assim como a sua preservação, respeitando as medidas legais pelo manejo sustentável.

É uma espera que não só a população do município vivencia como também os inúmeros pescadores ribeirinhos que contam as horas para abertura da pesca, o que possibilita mais uma fonte de renda, e a degustação por parte da população de um alimento vindo direto da fonte.

Vale destacar a impressionante quantidade de barcos de pescadores que participam do evento, atraindo visitantes de todo o Estado. Entre eles, um já bem conhecido, o ex-deputado e ex-prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro. "É uma felicidade enorme, porque além da festa que tem todos os anos, o dia 1 de março marca também o final do defeso e abertura da economia do pescado em todo o baixo tocantins. Entre os pescados mais importante está o Mapará que alcança milhares de famílias, garantindo o peixe na mesa e renda para os paraenses. 

O Pará é um dos maiores produtores de pescado do Brasil e a pesca é um eixo econômico importante para o estado e nossa população", declarou.

Manoel Pioneiro marcou presença no evento. (Foto: Alayna Navegantes)

Manoel Pioneiro marcou presença no evento. (Foto: Alayna Navegantes)



Um dos locais onde a abertura oficial da pesca acontece é a localidade de Pindobal Miri, comunidade pertencente ao município de Cametá, onde se concentra uma das maiores preservações da espécie da região.

Como todos os anos, a Associação dos Pescadores Artesanais do município de Cametá – APAMUC, tem um trabalho destacado por meio de seu presidente Cleidinho Teles. “Queremos mostrar junto à comunidade de Pindobal Miri uma parceria de suma importância para que seja duradora a preservação desse peixe, e que os pescadores se empenhem diuturnamente para que a espécie continue sempre em abundância, não só para a comunidade local mais também para outras que venham a consumir esse peixe tão saboroso”, finalizou o presidente da Apamuc.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »