09/03/2022 às 11h24min - Atualizada em 09/03/2022 às 11h24min

Programa "Creche Por Todo o Pará" é ampliado

Agora, a iniciativa vai atender mais de 30 mil famílias

Com edição do Belem.com.br
Agencia Pará
Os 144 municípios do Estado vão ser beneficiados. (Foto: Marco Santos / Ag. Pará)

O Governo do Estado beneficiará crianças de 0 a 5 anos e mulheres de baixa renda serão as mais beneficiadas. Nessa terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, o governador do Pará, Helder Barbalho, assinou 31 ordens de serviço para a construção imediata de creches, pelo programa “Creches por todo o Pará”. Até o final deste mês, outras cidades serão beneficiadas em todas as regiões.

O programa inédito foi criado para zerar o déficit de vagas no ensino infantil, que hoje gira em torno de 30 mil postos. “Essa é a maior política pública de inclusão do ensino infantil da história desse Estado. São 149 unidades, em 144 municípios. Aproximadamente R$ 600 milhões de investimento do governo do Estado”, finalizou Helder Barbalho.


“O ensino infantil é fundamental para a formação das crianças, do período em que se inicia a constituição de valores. As mães paraenses, muitas vezes, na busca do sustento familiar, sentem dificuldades por não ter com quem deixar seus filhos. Por essa razão, constituí a ampliação no número de vagas de creches por todo o Estado. Vamos garantir um local adequado com segurança e qualidade de ensino, para que as mães do Pará possam deixar os seus filhos e ir buscar o sustento familiar”, pontuou o chefe do Executivo estadual.

Iniciativa

O programa de creche-escola funcionará em regime de colaboração entre o Estado e os municípios. Cada unidade escolar terá capacidade para atender 200 crianças de 0 até 5 anos, oferecendo um espaço com 10 salas de aulas, berçário, lactário, além de toda a estrutura necessária para a educação infantil, como área recreativa coberta, brinquedoteca, sala multiuso, auditório e biblioteca.

Também participaram do evento prefeitos que terão suas cidades beneficiadas de imediato. Com a autorização do chefe do executivo, as obras iniciaram de imediato nos municípios: Acará, Ananindeua, Aveiro, Bannach, Belém, Benevides, Belterra, Breu Branco, Bujaru, Cachoeira do Arari, Cumaru do Norte, Concórdia do Pará, Dom Eliseu, Faro, Goianésia do Pará, Itaituba, Jacareacanga, Juruti, Marabá, Mojuí dos Campos, Novo Repartimento, Paragominas, Redenção, Rondon do Pará, Salvaterra, Santarém, Soure, Terra Santa, Tomé-açu, Tucuruí e Ulianópolis.

O prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, enfatizou a relevância da iniciativa do Governo do Estado. “Nós vamos resgatar o compromisso de dar oportunidade para as mulheres da grande Ananindeua. Agora elas poderão trabalhar e ter certeza de que seus filhos estão bem cuidados. Das sete creches que serão construídas este ano em nossa cidade, duas serão por meio do programa do governo”, disse o gestor municipal.

Há um ano o projeto foi lançado. Desde então, foram realizados levantamentos técnicos e iniciou-se o processo licitatório das obras, que foram feitas por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). A secretária de educação do Pará, Elieth de Fátima Braga, reforça a importância desta ação.

“Abrindo 30 mil novas vagas no ensino infantil, trabalhando na correção do fluxo escolar, garantindo a criança o ingresso na idade certa. O programa creche por todo Pará demonstra, de forma inequívoca, que este é um governo que cuida das pessoas, que acredita no poder transformador da educação, ajudando desde o recém-nascido até o adulto rumo à universidade. Muito em breve, nossas crianças ingressarão na escola na idade certa, passando por um processo de acolhimento e aprendizagem na primeira infância, elevando seu rendimento acadêmico”, disse.


Por todo o Pará

As licitações foram feitas em caráter nacional, com cerca de 40 lotes. Em cada item há diversas cidades, que estão localizadas em regiões diferentes, sendo assim, as empresas obrigadas são obrigadas a executar seus serviços, mesmo que existam dificuldades na logística, por exemplo. O programa é custeado 100% com recursos próprios do Governo do Estado, e de forma direta e indireta, vão beneficiar todos os paraenses.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »