16/05/2022 às 15h11min - Atualizada em 16/05/2022 às 15h11min

Campanha de vacinação contra Febre Aftosa é realizada no Pará

O Estado tem rebanho de 24 milhões de animais, sendo o 3° maior rebanho do Brasil

Com edição do Belem.com.br
Agência Pará
O Pará tem 99,08% do rebanho vacinado no último semestre do ano anterior, quase 100% de imunização. (Foto: Divulgação)

                                                                                                     
O Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), prossegue com a Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa, na etapa Maio/2022, que é importante para garantir a sanidade e qualidade dos bovinos e bubalinos paraense, que hoje conta 24 milhões de animais, sendo o 3° maior rebanho do país. 


A vacinação contra febre aftosa e todas as demais ações de defesa agropecuária pretendem evitar a introdução e a disseminação de doenças e, consequentemente, evitar prejuízos para a produção. Nesta etapa, devem ser vacinados animais de todas as idades, em 127 municípios, no período de 1° a 31 de maio, com notificação até 15 de junho.

“Hoje, nós temos um rebanho de 99,08% vacinados no último semestre do ano anterior, quase 100% de imunização. Números bem expressivos quando comparados aos outros estados de mesmo status sanitário e isso se deu porque os atores envolvidos no processo tomaram a decisão por um rebanho sadio”, informou o diretor geral da Adepará, médico veterinário Dr. Jamir Paraguassu Macedo. 

Pecuária

Com um território de 1.245.870,798 km², o Pará é constituído por 144 municípios, distribuídos em seis mesorregiões, as quais são: Baixo Amazonas paraense, Marajó, Metropolitana de Belém, Nordeste paraense, Sudoeste paraense e Sudeste paraense. O Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa (PEEFA) faz o acompanhamento periódico dos índices vacinais de rebanho bovino e bubalino, bem como da cobertura vacinal em propriedades rurais do estado do Pará.

Período

A Adepará ressalta que após o período de imunização do rebanho, os produtores têm prazo para realizar a notificação junto à Agência, presencialmente ou via internet, pelo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec3), disponível no site da Adepará. O produtor rural deve adquirir sua vacina em uma revenda cadastrada junto à Agência.

Para comprovar a vacinação é necessário apresentar, além da nota fiscal de aquisição da vacina, a relação do rebanho, com a quantidade de animais, faixa etária e espécie trabalhada. O produtor que não notifica a vacinação fica sujeito à multa, cujo valor pode variar de acordo com a quantidade de animais.

Serviço

Presente nos 144 municípios paraenses, a Agência mantém a Ouvidoria para recebimento de denúncias. No site  há os endereços e contatos dos escritórios em todo o Pará. Os telefones para contato são: (91) 3210-1101, 1105 e 1121. Caso a preferência seja por celular, o contato é (91) 99392-4264.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »