-
05/11/2019 às 10h22min - Atualizada em 05/11/2019 às 10h22min

Paravidda pede doações de tintas

O grupo tem 27 anos de serviço voluntário para pessoas que vivem com o HIV e Aids no Pará

belem.com.br
Temple Comunicação - Assessoria de Comunicação do Paravidda
O espaço, no bairro do Jurunas, tem sido alvo constante da ação de pichadores (Foto: Divulgação)

O Grupo para Valorização, Integração e Dignificação do Doente de Aids (Paravidda), localizado em Belém, iniciou uma mobilização para receber doações de tintas, com o objetivo de restaurar a pintura dos muros da sede do instituto, que fica no bairro do Jurunas. O espaço tem sido alvo constante da ação de pichadores.
 
A organização necessita de tinta acrílica para exterior nas cores cinza e branca e latas de tinta spray de diversas cores com a intenção de grafitar os muros e assim inibir pichações.
 
Sobre o Paravidda – O Paravidda tem 27 anos de serviço voluntário para pessoas que vivem com o HIV e Aids no Pará. Em Belém, o Grupo presta serviços voluntários para cerca de 1500 associados, mantém um albergue com 16 leitos, uma creche com 25 crianças e mensalmente, distribui cerca de 500 cestas básicas.
 
A organização também recebe e acolhe pessoas que vêm do interior para fazer tratamento médico em Belém, garantindo acolhimento digno e inclusão social aos pacientes. O trabalho é totalmente voluntário, mantido por meio de doações de alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal, roupas e brinquedos doados por pessoas físicas, organizações governamentais e empresas.
 
Para mais informações sobre como ajudar o grupo, o telefone é (91) 99188-4257. Falar com Jair Santos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.3%
1.4%
3.1%
1.0%
57.6%