-
26/11/2019 às 19h07min - Atualizada em 27/11/2019 às 09h24min

Consumo consciente é a chave para um Natal sustentável

Compras de fim de ano não precisam afetar o bolso do consumidor nem causar danos ao meio ambiente

DINO
https://www.sodexobeneficios.com.br


No Brasil, 30% de todo o lixo gerado são embalagens, de acordo com o Instituto Akatu. Nas festas de fim de ano, quando cada consumidor tem uma lista imensa de presentes para a família, amigos e colegas de trabalho, o número pode subir ainda mais. Mas como reduzir as compras e viver realmente o espírito natalino sem contribuir para o consumo excessivo que gera ainda mais poluição? Como manter um consumo consciente no Natal, contribuindo, assim, para a sustentabilidade?

Otimização de compras. Dar "só uma lembrancinha" para poder atender a demanda de tantos presentes está fora de moda no cenário atual de mudanças climáticas. A poluição gerada pela produção dos bens, - incluindo presentes, muitas vezes, sem importância -, impacta diretamente no planeta. Um beijo e um abraço apertado podem falar muito mais sobre o Natal.

A otimização de compras também se faz com a organização de um amigo secreto na festa de família. Isso é consumo consciente: reduzir o número de presentes e ainda animar a festa.

De olho na embalagem. Para algumas famílias, combinar que é proibido embrulhar os presentes de Natal para diminuir o volume de lixo ainda está longe da realidade. Então, é preciso conscientizar aos poucos. Por exemplo, dá para combinar de escolher apenas embalagens e caixas que sejam realmente recicláveis ou que possam ser usadas depois para outros fins.

Doação de peças não mais usadas. Quando entram novos itens em casa, é hora de avaliar quais são os menos utilizados (e em boas condições) e separar para doação. Essa é uma forma de ganhar espaço nos armários e fazer o bem para quem precisa. Afinal, sustentabilidade, consumo consciente e responsabilidade social têm tudo a ver!

Educar as novas gerações para o futuro. As crianças são as que mais ganham presentes no Natal e isso gera uma cultura de consumo em excesso desde cedo - além de ainda muito mais lixo e poluição.

• Faz parte de um consumo consciente ensinar as crianças a doarem um brinquedo sempre que ganharem um novo;

• Estimular a criação de presentes artesanais é uma atividade divertida e que melhora a coordenação motora dos pequenos;

• O consumidor também pode combinar com avós e padrinhos um único (e incrível) presente de Natal, em vez de vários presentes menores.

• É válido orientar as crianças sobre como destinar as embalagens dos presentes para reciclagem. Mais informações sobre educação infantil para o consumo na cartilha do Instituto Alana.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%