-
26/08/2019 às 14h58min - Atualizada em 26/08/2019 às 14h58min

Autor cametaense integra lista de brasileiros do século XXI de universidade norte-americana

Salomão Larêdo está no dicionário que ressalta autores importantes da literatura mundial e que cita nomes como Chico Buarque e Paulo Coelho

Portal Belém
Portal Belém, com informações da Assessoria
Salomão Laredo tem mais de mais de 40 livros ao longo da carreira, entre romances, memórias, mitopoéticas, poemas e contos. (Foto: Divulgação)
 

O escritor cametaense Salomão Larêdo é um dos 46 autores citados no Dictionary of Literary Biography Style Manual da Editora Bruccoli Clark Layman Book. A publicação, que está no volume 384, é fruto de um trabalho de pesquisadores de diversas universidades renomadas mundialmente, que foram convidados a elencar escritores brasileiros a partir da qualidade da produção literária e importância do percurso profissional. Nascido na Vila do Carmo, no município de Cametão, região do Baixo Tocantins, Salomão Larêdo tem publicado mais de 40 livros ao longo da carreira, entre romances, memórias, mitopoéticas, poemas  e contos.

 

O contato para fazer parte do dicionário partiu da professora carioca Magda Silva, docente há 20 anos da disciplina de Estudos Brasileiros e Língua Portuguesa na Duke University, nos Estados Unidos. Além de Salomão, outros autores brasileiro fazem parte do trabalho, são eles: Chico Buarque, Paulo Coelho, Luis Fernando Veríssimo, Marilene Felinto, Marcelo Rubens Paiva, Silviano Santiago, Marçal Aquino, Alberto Mussa, Muniz Sodré, Luiz Ruffato, Milton Hatoum, Fernanda Young e outros.

Para Salomão Larêdo, integrar uma lista que soma nomes conhecidos nacionalmente e internacionalmente mostra que o trabalho literário produzido na Amazônia transcende as fronteiras locais. "É muito bom ser valorizado por um trabalho dessa envergadura, elaborado por professores de uma universidade de fora do Brasil que entendem e demonstram que a literatura que faço é relevante, como o que é feito por outros colegas escritores daqui da Amazônia. No geral, não temos nenhuma visibilidade, logo, não somos reconhecidos, não somos valorizados e consequentemente não somos lidos... E todo escritor objetiva ser lido”, pontua Salomão Larêdo.

 

O primeiro livro do autor, "Senhora das Águas", foi publicado em 1982. Dentre as publicações mais recentes, estão Olho de Boto, de 2015, "As Icamiabas: Lenda das Amazonas - Paíz das Pedras Verdes", de 2017, "Cabaré dos Bandidos", de 2018, dentre outros. O mais recente lançamento do escritor fica por conta da nova edição do livro "Antônia Cudefacho – o ardente amor de um padre", pela Editora Empíreo.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O que mais você gostou no Círio 2021

7.7%
7.7%
42.3%
34.6%
7.7%