-
-
15/01/2020 às 18h32min - Atualizada em 15/01/2020 às 18h32min

Exposição revela o olhar de 36 fotógrafos sobre a capital paraense

A mostra está aberta à visitação até o dia 31 de janeiro

Andreza Gomes
Jornalista do belem.com.br
Registro noturno, no Ver-o-Peso, da fotógrafa Cristina Carvalho (Foto: Cristina Carvalho)
    
O entardecer no Ver-o-Peso; os trabalhadores felizes que vivem o dia a dia naquela feira; a natureza retratada com o mar e a lua, o cenário perfeito de uma cena de filme; o cotidiano de uma cidade grande feito por cores, luzes e efeitos. Estas são algumas imagens que você pode conferir na exposição “Belém de todas as cores”, que está aberta para visitação até o dia 31 de janeiro, no Studio Dez Belém.

Segundo o curador da exposição, o fotógrafo Valério Silveira, o trabalho reúne os olhares de 36 fotógrafos, cada um com a sua visão, e seu conceito de Belém.
“São crônicas imagéticas, que vão de locais que já conhecemos dentro do universo belenense até lugares que apenas residem no imaginário de quem as viu”, pontua.

“Belém de todas as cores” transporta o visitante para outra dimensão de uma Belém que queremos viver para o resto de nossas vidas. Nas imagens temos a cultura e o colorido dos barquinhos de miriti, a rotina da cidade, ciclistas, peixeiros, vendedores, carregadores de carga. Imagens poéticas de uma Belém que inspira os olhares dos 36 fotógrafos.

Um exemplo é a professora da Universidade do Estado do Pará (Uepa) e fotógrafa, Cristina Carvalho, que sempre gostou de fotografia, e sempre teve câmera, mas daquelas bem básicas. “Meu sonho era ter uma bem melhor. Até que consegui comprar uma Canon semiprofissional e hoje tenho uma Canon fullframe”, comemora.

Ela conta que tinha o desejo de fazer um curso de fotografia, mas os horários eram sempre incompatíveis com os dela.

“Quando retornei do pós-doutorado encontrei no Facebook a divulgação de um curso na Fotoativa, que seria ministrado pelo fotógrafo Valério Silveira. Foi meu primeiro curso oficial em 2015 e, desde então, ano não parei mais. A paixão pela fotografia só aumentou, inclusive sempre a usei no meu trabalho na universidade”, relembra.

Sobre participar da Mostra “Belém em Cores”, a fotógrafa ressalta que a fotografia não só revela a beleza da cidade escondida em diversos lugares, como também denuncia o abandono e o descaso com esse lugar.

“Eu fiz três fotos, para escolher uma para a exposição, e a escolhida foi a do casario refletido na pedra do peixe em uma noite de maré alta e chuvosa”, conta.
Cristina faz parte de um grupo de fotógrafos que sempre vão na madrugada fotografar o Ver-o-Peso.

“Adoro ir até lá fotografar, é lindo. Vamos na madrugada para pegar o movimento maior da feira, os feirantes”, detalha.

Estreia

Rafael Aguilera, 34, publicitário e empresário, teve nesta a sua estreia em exposições. Desde criança, curte o mundo das artes visuais, como desenhos e pinturas. Gostava de criar charges e pequenas histórias em quadrinhos.

“Talvez por isso tenha optado por Publicidade na faculdade, e, lá, mais do que planejamento de campanha e estatísticas, o que mais me interessou foram as partes gráficas das campanhas”, explica.

O empresário relata que neste período acabou tendo um contato mais próximo com a fotografia e se interessou ainda mais.

“Em 2017 finalmente em comecei a pôr a mão na massa. Por meio do Belém Photos, eu conheci o Valério Silveira, que foi quem me introduziu na fotografia e, de lá pra cá, não parei mais”, comemora.

A estudante Sofia Lemos, de 17 anos, participa pela terceira vez de uma exposição fotográfica. Ela ficou muito feliz por esta experiência de mostrar a cidade pelo seu olhar.

“Nossa cidade precisa ser valorizada e precisamos mostrar o quão bela é”, acredita a jovem, que já fotografa há três anos.

Exposição

Da mostra, fazem parte os fotógrafos Aluísio Celestino; Ana Maria Nascimento; Augusto Ferreira; Cleidy Lopes; Conce Miranda; Cristina Carvalho; Daniela Almeida; Daniella Jacob; Deborah Martins; Erika Titan; Estrela Queiroz; Fabi Tuma; Faustino Castro; Jorge Costa; Jorge Teixeira; Lucas Celestino; Marina Lorenzo; Nádia Borborema; Natália Costa; Neide Coelho; Odete Moraes; Patrícia Brasil; Patrícia Madeira; Rafael Aguilera; Raimunda Weil; Roberto Pinto; Rogério Vieira; Rosana Teixeira; Rose Marques; Rosário Travassos; Rosyan Britto; Sandra Eliane; Silvana Bitencourt; Sofia Anjos; Valério Silveira e Vânia Alves.



Serviço:

“Belém em Cores” está aberta até o dia 31 de janeiro, de terça a sexta, de 15h às 19h, e aos sábados, de 9h às 12h, no Studio Dez Belém, que fica na rua Arcipreste Manoel Teodoro, 616, entre Padre Eutíquio e Presidente Pernambuco.

 
 
 
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Belém tem mais de 200 praças. Você concorda que a praça ainda é o lazer mais barato para as famílias em Belém?

92.8%
7.2%
-
-
-
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Dúvidas? Nos envie uma mensagem explicando a informação que você precisa!