-
20/01/2020 às 06h47min - Atualizada em 20/01/2020 às 06h47min

Remo estreia com vitória no Parazão

O gol saiu no último minuto do segundo tempo

Agência Pará
com edição do belem.com.br
Partida entre Remo e Tapajós marcou a abertura oficial do Parazão (Foto: Jader Paes - Agência Pará)

      Belém volta a respirar o esporte paraense como início do Campeonato Paraense de Futebol 2020 na tarde de ontem, o Clube do Remo, atual campeão paraense, enfrentou o time de Tapajós, de Santarém e venceu nos acréscimos da partida com um gol de Wesley.

O time azulino jogou abaixo das expectativas para a torcida azulina.

Segurança - A bola rolava no gramado do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) neste domingo (19), no jogo entre os clubes do Remo e Tapajós, e equipes de diversos órgãos do Governo do Estado trabalhavam para garantir a organização, infraestrutura e segurança para as torcidas. O início do Parazão ocorreu aos moldes dos grandes eventos esportivos mundiais, sem deixar de lado as peculiaridades da região, inclusive a chuva da tarde, sempre presente nesta época do ano.

A Polícia Militar mobilizou 290 agentes dos batalhões da Cavalaria, Motopoliciamento, Rotam e Batalhão de Polícia Ambiental. O público também contou com o atendimento de outros órgãos estaduais, como Corpo de Bombeiros Militar e Secretaria de Estado de Saúde Pública Sespa, além de equipe do Tribunal de Justiça do Estado do Pará.



Incentivo - Nos bastidores da partida de abertura oficial do Pazarão, dois jovens atendidos em ações do Programa Territórios pela Paz (TerPaz) no bairro da Cabanagem, em Belém, gravaram momentos das torcidas para o Portal Cultura. A ação é um exercício da formação em Comunicação Integrada, do Projeto Cenas da Paz, promovido pela Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa).

“Está sendo uma experiência maravilhosa, porque é a primeira vez que eu entrei no campo do Mangueirão. Normalmente estou nas arquibancadas, pois minha família sempre frequentou os jogos. Meu sonho é ser jornalista; hoje é uma grande oportunidade. Preciso me esforçar, ter fé e estudar bastante para conseguir realizá-lo”, declarou a estudante Rhuany Claudete.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%