-
24/01/2020 às 16h00min - Atualizada em 24/01/2020 às 16h00min

Festival Psica celebra o cenário musical paraense

o evento ocorrerá neste sábado (25), na Casa Mangueirosa, em Belém

Assessoria de Comunicação do evento
Com edição do belem.com.br
Viviane Batidão será uma das atrações da festa (Foto: Raimundo Kleber)
  
O Festival Psica, neste início de ano, a pedido do público, resolveu levar para seu palco artistas paraenses. Produzido de forma independente, o evento ocorrerá neste sábado (25), na Casa Mangueirosa, em Belém. A programação que se inicia às 17 horas terá entrada gratuita até às 21 horas. O Psica Festival adota uma estética inspirada nas manifestações afrodescendente para discutir o futuro da música, moda, tecnologia e artes visuais produzidos pelo mercado criativo de Belém. 
 
Na edição anterior, o evento contou com oficinas, bate-papos, mostra audiovisual e feira de negócios voltados para a formação de produtores culturais e artistas. O Psica vem revolucionando ao apresentar sua visão do amanhã influenciada pela tradição da cultura afrodescendente. Mas, acima de tudo, o movimento teve um imenso impacto cultural no período por se afirmar como uma provocação: foi pioneiro em valorizar o protagonismo negro na ficção científica, por exemplo, ao projetar realidades nas quais a negritude assume um papel de destaque. Influenciado pela estética afrofuturista, o Psica Festival 2019 misturou em sua edição o rico legado afro-ameríndio amazônico com o melhor da vanguarda musical brasileira ao lado de artistas com trajetórias já consolidadas.
 
A programação deste sábado (25) está funcionando como uma extensão do festival anterior, agora, levando para o palco artista paraenses e ritmos como o trash metal, com a banda Delinquentes, e o tecnomelody, com Viviane Batidão.
 
“Vou levar o que já faço, o público gosta muito do meu show, prometo continuar dando meu melhor pra galera, e no Psica não seria diferente”, afirma a cantora, que terá 2h de show no dia do evento.
 
O Psica também irá trazer o melhor do novo rap paraense com Nic Dias, que vem se destacando por misturar o sotaque regional ao flow do rap. Nic lançou o seu primeiro single “Degrau” no começo do ano passado, no qual mistura influências como boom bap e o trap. Outro representante da cultura local é o Cobra Venenosa, uma banda tradicional de carimbó pau e corda do distrito de Icoaraci, um dos redutos do estilo tipicamente paraense. Outras atrações que também estarão presentes serão Xico Doido, Djs Coisa Preta, Dj Zek Nascimento, Djs Bambata Brothers e Monstra.
 
Pela primeira vez, o Psica Festival terá um evento dedicado exclusivamente para o cenário musical paraense. A iniciativa tem como objetivo dar visibilidade ao protagonismo da população negra e periférica e a potência musical já existente em nossa região, a fim de que potencializem seus negócios em um dos maiores festivais independentes do Estado.
 
Serviço:
Psica Festival
Neste sábado (25)
Onde? Casa Mangueirosa (Tv. Praça Waldemar Henrique)
Quanto? Grátis até às 21h, até 00h R$ 10, depois R$ 20

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.7%