-
08/03/2020 às 09h07min - Atualizada em 08/03/2020 às 09h07min

Belém tem programações especiais pelo Dia da Mulher

A data marca o lançamento da campanha estadual de políticas públicas voltadas às mulheres no Pará

Agência Pará
Com edição do belem.com.br
No Theatro da Paz, haverá diferentes programações em homenagem às mulheres neste domingo (Foto: Wagner Santana/ Agência Pará)
        
Neste domingo (8), o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher realiza programação especial para celebrar o Dia Internacional da Mulher – 8 de Março, com uma caminhada por ruas de Belém e apresentação de um espetáculo gratuito no Theatro da Paz. A data marca o lançamento da campanha estadual de políticas públicas voltadas às mulheres no Pará.

Intitulado “Mulheres na Política: por uma democracia Paritária”, o tema deste ano será lançado na caminhada, que sairá da escadinha do Cais do Porto, às 8 h, seguindo pela Avenida Presidente Vargas até o Theatro da Paz. O objetivo é sensibilizar a população sobre a importância da luta pela promoção e garantia de direitos.

O ato contará com a presença de representantes de vários segmentos, como líderes das torcidas femininas dos clubes de futebol Remo e Paysandu, da equipe feminina de basquete em cadeiras de rodas do Clube dos Deficientes Físicos do Pará, das artistas paraenses Joelma Klaudia, Roberta Brandão, Ana Paula Castro, Loba Rodrigues, Nanna Reis, Mary e Camila Barbalho, acompanhadas de percursionistas locais e a bike som “Maria Lira”, em homenagem a uma mulher negra que lutou na Cabanagem.

Também estão previstas caravanas de mulheres da Região Metropolitana de Belém e dos municípios de Parauapebas, Barcarena, Bragança e Curralinho. Simultaneamente, serão realizadas caminhadas em vários municípios paraenses. Também sairá da Escadinha, no mesmo horário, o I Passeio Ciclístico, que seguirá pelas avenidas Presidente Vargas, Gentil Bittencourt, José Bonifácio, Almirante Barroso e João Paulo II, até o Parque Estadual do Utinga Camillo Vianna.

Na chegada da caminhada no hall do Theatro da Paz, por volta das 11 h, haverá homenagem à Maria Sylvia Nunes, grande expoente das artes cênicas paraenses. A professora doutora da Escola de Theatro e Dança da UFPA, Valéria Andrade, vai declamar uma cena de “Morte e Vida Severina”, um dos espetáculos emblemáticos de Maria Sylvia, montado em 1958, o primeiro da obra de João Cabral de Melo Neto.

Em seguida, haverá o espetáculo gratuito que narra vida e obra de outro grande nome da cultura popular paraense: Iracema Oliveira. O espetáculo “Iracema Voa” é uma homenagem a todas as mulheres e foi produzido por Ester Sá, em 2008, contando a história da artista, com destaque para sua colaboração à tradição dos Pássaros Juninos.

A programação é uma realização do Conselho Estadual, em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Ministério Público do Pará, Procuradoria Especial da Mulher e bancada feminina da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa).

A caminhada integra a campanha que será executada nos 144 municípios ao longo do mês de março, com ações de enfrentamento à violência contra a mulher, protagonismo social, empoderamento e a importância da participação na gestão, realizada pela Sejudh, por meio da Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM). O encerramento da programação ocorrerá no dia 30, com um encontro estadual que vai debater temas como evolução da presença das mulheres no parlamento e a luta por mais espaço na política. O debate será realizado na Alepa, das 8 às 12 h.

Durante a programação no Theatro da Paz será lançado, pela Secult, o edital Theatro da Paz “Era mais uma vez”. O incentivo vai promover apresentações na casa de espetáculos, com entrada totalmente gratuita. A proposta é apoiar a participação de artistas e grupos na produção de espetáculos de teatro infantil e facilitar o acesso da população.

Artistas e coletivos teatrais podem se inscrever pelo e-mail projetoeramaisumavez2020@gmail.com, de 09 de março a 30 de agosto. Não será cobrada taxa de inscrição. O edital e a ficha estarão disponíveis em secult.pa.gov.br/informativos. Até dezembro de 2020, um espetáculo será selecionado por mês, e o cachê artístico tem valor de R$ 3.500,00, sendo proibida a cobrança de ingresso pelos selecionados. As apresentações ocorrerão sempre em um domingo, a cada mês, às 11 h.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.0%
1.4%
3.0%
1.1%
57.8%