-
17/06/2020 às 20h12min - Atualizada em 17/06/2020 às 20h12min

Lives do Arraial do Pavulagem começam sábado, 20

Programação segue até o dia 12 de julho, incluindo lives, podcasts e campanhas solidárias

Assessoria de Comunicação do evento
Com edição do belem.com.br
Ao todo, serão realizados quatro cortejos virtuais (Foto: Elcimar Neves/ Divulgação)
        
Com mais de 30 anos de história, o Arraial do Pavulagem tornou-se uma referência de manifestação cultural no Pará. E ao longo dessa trajetória, passou por muitas mudanças, novos modos de interagir com a cidade, de agregar pessoas em torno de suas iniciativas, desde encontros musicais em praça pública até oficinas para formar seu Batalhão da Estrela. Diante de um novo cenário, de pandemia e distanciamento social,  ele se reinventa, realizando a partir deste sábado, 20, o projeto “Arrastão do Pavulagem, Arraial do Futuro”, programação que segue até o dia 12 de julho, incluindo lives, podcasts e campanhas solidárias. Tudo com o patrocínio da Equatorial Energia Pará, por meio da Lei de Incentivo à Cultura - Semear, da Fundação Cultural do Estado do Pará, e apoio cultural da Funtelpa.
 
Para o presidente da Equatorial Energia Pará, Marcos Almeida, o patrocínio da empresa no Arraial tem um significado importante neste momento de reinvenção. “É de extrema importância investir também em cultura nesse cenário em que as pessoas têm que resguardar a saúde, ficando em casa se puderem. E sabemos que o Arraial do Pavulagem é uma das manifestações culturais de maior sucesso no país, por isso não poderíamos deixar de incentivar que o movimento se reinventasse para fazer a alegria dos paraenses mesmo nesse período de distanciamento social”, avalia Marcos.
 
ORALIDADES
 
A primeira parte da programação será baseada no projeto “Oralidades”, realizado desde 2012, com o intuito de reunir pesquisadores, artistas, mestres e outros fazedores de cultura para debater com o público diversos temas relacionados à cultura popular na Amazônia. O encontro ocorre este ano em forma de Live, no sábado, às 16h, pelo canal do Arraial do Pavulagem, no YouTube (www.youtube.com/c/arraialdopavulagemoficial), com mediação do Doutor em Sociologia e Antropologia, Edgar Chagas Júnior; além de estar aberto para receber perguntas do público através da rede social.
 
Os convidados desta edição serão: Ima Vieira, Doutora em Ecologia pela University Of Stirling, Escócia (1996), pesquisadora titular do Museu Paraense Emílio Goeldi; Aldrin Figueiredo, Doutor em História pela Unicamp, São Paulo (2001), coordenador do Grupo de Pesquisa em História Social da Arte e professor do Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia, da UFPA; e Ivânia Neves, Doutora em Linguística, na área de Análise do Discurso pela Unicamp (2009), professora do Instituto de Letras e Comunicação e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras, da UFPA.
 
A proposta desta edição do “Oralidades” é refletir sobre a construção de um “Arraial do Futuro”, uma instituição, um cortejo, uma manifestação cultural, que possa contribuir para uma consciência humana e responsável, no pós-pandemia. Aldrin abordará o ponto de vista histórico, sobre esse Arraial que é tradição, mas também é contemporaneidade; Ima irá contribuir com as questões ecológicas/urbanas atuais e como o Arraial pode contribuir com isso. Já Ivânia, fala sobre a presença das vozes negras, feministas, LGBTs, indígenas, jovens, da periferia, na construção desses arrastões culturais.
 
PODCASTS
 

O projeto “Oralidades” também vai disponibilizar ao público, nesta sexta-feira e sábado, dias 19 e 20, no Spotify, uma série de podcasts. Cada um terá uma entrevista com os nossos convidados, como um aquecimento para o encontro no sábado à tarde. Isso também permitirá ao público refletir e elaborar novas questões, a serem feitas por meio do chat do Youtube, durante a transmissão ao vivo.
 
LIVES
 
Os tradicionais cortejos juninos do Arraial do Pavulagem ocorrem nos domingos do mês de junho. E, para manter a mesma quantidade de encontros, serão realizados quatro cortejos virtuais: dias 21 e 28 de junho, 05 e 12 de julho, sempre às 10h, no Youtube. A banda Arraial do Pavulagem apresenta algumas de suas músicas mais populares e convida outros artistas para integrarem essa programação virtual. Entre eles, Patrícia Bastos e Allan Carvalho, que participam deste primeiro domingo, 21.
 
Nessas quatro lives vamos ter variações temáticas. A cada tema teremos um repertório musical, convidados e participações especiais diferentes. A primeira live (21/06), vai falar da brincadeira do boi na Amazônia, no Brasil, e a do Boi Pavulagem. E haverá a “Levantação do Mastro”. Na segunda (28/06), vamos fortalecer o apoio à campanha “Marajó Vivo”, falando do arquipélago paraense e do encontro com outras cidades paraenses, dessa síntese das culturas amazônicas, que é uma característica do Pavulagem.
 
A terceira live (05/07) será em torno da campanha “Viva Mestres”, mostrando como os mestres influenciaram e ainda influenciam a construção do Pavulagem, sendo importante a nossa solidariedade com eles nesse momento de pandemia. A última live (12/07) será sobre o “Brincante do Futuro”, abordando as novas gerações que são formadas dentro do Pavulagem. Encerrando, ainda, com a “Derrubada do Mastro”, que é o fechamento da quadra junina e a renovação do ciclo da cultura popular.
ENSAIOS VIRTUAIS
 
Desde o último dia 4 de junho, integrantes do Batalhão da Estrela estão realizando ensaios virtuais para também participar das transmissões de domingo. Já foram formados dois grupos de ensaio, para se apresentarem no mês de junho. E mais dois serão formados para os domingos de julho. As inscrições para os ensaios serão abertas às quintas-feiras, dias 18 e 25 de junho, às 20h, através de links disponibilizados nas redes sociais do Pavulagem. Apenas quem já participou de oficinas de Dança, Percussão ou Artes Circenses nos anos anteriores pode se inscrever. Para a percussão também é necessário ter o instrumento.
 
CAMPANHAS
 
A programação também será destinada a promover duas campanhas solidárias. A primeira destina-se a arrecadar fundos de apoio aos mestres de cultura popular, que ao longo das últimas décadas foram parceiros do Arraial do Pavulagem e atualmente encontram-se com dificuldade financeira. Para tanto, será aberta a Vakinha “Viva Mestres”, cujo QR-Code será disponibilizado durante as lives de domingo.
 
E também será dado apoio à divulgação da Campanha “Marajó Vivo”, uma parceria entre o Museu Goeldi, o Museu do Marajó, a Prelazia do Marajó, a Diocese de Ponta de Pedras, a Irmandade do Glorioso São Sebastião, a Fundação pela Inclusão do Marajó, o Observatório de Direitos Humanos e Justiça Social do Marajó, vinculado à Universidade Federal do Pará (UFPA), e o Instituto Iacitata Amazônia Viva. Trata-se de uma rede de solidariedade para ajudar os mais vulneráveis no combate ao coronavírus. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com os coordenadores da campanha pelos números: (91) 99989-6061, 98821-6263 e 99192-7741.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

A Prefeitura de Belém autorizou o Carnaval 2022 e você acha:

0%
100.0%