-
29/09/2020 às 09h00min - Atualizada em 29/09/2020 às 09h00min

Dia Mundial do Coração alerta para prevenção das doenças cardíacas

Especialista chama a atenção para mudança de hábitos

Hapvida
Com edição do Belém.com.br
Os problemas cardiovasculares são mais comuns a partir dos 45 anos. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
     
As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas-OMS). Por esse motivo, 29 de setembro é o Dia Mundial do Coração, data simbólica criada pela Federação Mundial do Coração para alertar a sociedade sobre a importância de manter hábitos saudáveis e de fazer consultas regulares ao cardiologista.


No Brasil, cerca de 350 mil casos de infarto agudo do miocárdio são registrados por ano, sendo 30% desse número fatais. Os principais fatores de risco para os problemas cardiovasculares são: hipertensão, diabetes, dislipidemia (níveis elevados de gordura no sangue), histórico familiar, estresse, tabagismo, obesidade, sedentarismo e doença da tireoide.

Segundo Aline Guimarães, cardiologista do Hapvida, esses números poderiam ser reduzidos se a população tivesse mais orientação sobre os cuidados com a saúde. “Seguir simples orientações na mudança do estilo de vida, como o consumo de uma alimentação mais saudável e práticas regulares de exercícios físicos, podem prevenir doenças cardiovasculares e salvar vidas", explica a médica.
 
A especialista explica que há muitos fatores desencadeadores de doenças no coração. Porém, a maioria pode ser evitada. “Pessoas que são hipertensas, diabéticas e que sofrem de colesterol alto devem manter o controle da pressão, tomar as medicações corretamente, fazer consultas regulares ao médico e seguir as orientações para controlar a hipertensão e os níveis de glicemia”, afirma Aline Guimarães.

Apesar dos problemas cardiovasculares serem mais comuns a partir dos 45 anos, a prevenção deve começar cedo. Qualquer doença que seja descoberta precocemente tem mais chances de ser tratada e controlada. Com as doenças cardiovasculares não é diferente, o diagnóstico precoce possibilita melhores tratamentos e controles mais rígidos.

Por isso, é importante ficar atento a alguns sintomas, como: dor no peito como um aperto; falta de ar; queimação ou pontadas na região do tórax; cansaço incomum; dor no braço esquerdo, como um formigamento; e dor na região da mandíbula ou nas costas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

A Prefeitura de Belém autorizou o Carnaval 2022 e você acha:

0%
100.0%