-
16/10/2020 às 09h54min - Atualizada em 16/10/2020 às 09h54min

Deputados se manifestam sobre atentado político em Parauapebas

Parlamentares usaram as redes sociais para manifestar repúdio contra o crime

Jéssica Santana
O deputado estadual delegado Caveira lamentou o ocorrido e declarou apoio ao candidato. (Foto: Rômulo Carmona)
     
Após a tentativa de homicídio, sofrida na noite da última quarta-feira (14), o candidato do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Júlio César, de 32 anos, vêm recebendo diversas mensagens de apoio. Os deputados Otoni de Paula (PSC-RJ), delegado Éder Mauro (PSD-/PA) e delegado Caveira (PP/PA) usaram as redes sociais para manifestar repúdio contra o episódio ocorrido.


O deputado federal Otoni de Paula, do Partido Social Cristão, oficializou durante uma live, no Ministério da Justiça, um pedido de investigação da Polícia Federal sobre o crime. O deputado pediu que a Força Nacional venha até o município para garantir a segurança das eleições 2020. “Vai ter Polícia Federal em Parauapebas. Essa tentativa de homicídio ao Júlio César, não vai ficar impune”, afirmou.

Logo após o crime, o deputado federal Éder Mauro se manifestou, por meio de um vídeo, declarando repúdio contra o atentado e prestando solidariedade, junto a familiares e amigos do candidato. “Primeiro eu quero pedir a Deus, que Júlio César se recupere, e que possa vir, sim, enfrentar essa criminalidade que está aí no nosso estado”, relatou.

O deputado destaca ainda que irá acompanhar o caso, para que providências possam ser tomadas. Para ele, episódios como esse precisam ter fim, para a população ter o direito de escolher seu líder. “Eu vou pedir providências, e se precisar, eu irei pessoalmente até Parauapebas para participar das investigações”, concluiu.

Na manhã da última quinta-feira (15), o deputado estadual delegado Caveira lamentou o ocorrido e declarou apoio ao candidato, cobrando do secretário de Segurança Pública do Estado, juntamente com a Assembléia Legislativa do Estado do Pará, atuação no caso para que seja desvendado o mais rápido possível.

O Caso

Ao voltar de uma agenda política na zona rural de Parauapebas, por volta das 21h, o carro onde o candidato estava foi interceptado por três homens encapuzados que dispararam oito vezes contra o veículo e um dos tiros atingiu a região do peito de Júlio César. Além dele, outras três pessoas da equipe estavam no carro, mas nenhum deles foi atingido. O candidato encontra-se internado em um hospital particular do município e seu quadro de saúde é considerado estável. A polícia civil está investigando o caso.

O candidato pretende manter a agenda de compromissos, por meio do candidato à vice prefeito, Amaury da Pão Nobre.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.3%
1.4%
3.1%
1.0%
57.6%